Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

MERCEDES-BENZ CLASSE G 2013. MUDAR O QUÊ?

Compartilhe!

Desenho não muda. E nem tem que mudar.

O jipe Classe G da Mercedes-Benz foi desenvolvido pela Steyr-Daimler-Puch da Áustria e chegou às ruas em 1979, tendo sido redesenhado em 1990/1991. Um novo modelo era esperado para 2007, mas ele não foi feito, e o veterano Classe G continuou sendo produzido a mão em Graz, Austria, com volume de 4.000 a 6.000 unidades/ano.

Em fevereiro de 2009, a Magna Steyr anunciou ter assinado contrato com a Daimler para assumer a produção do Classe G até 2015. Este é o modelo da Mercedes-Benz há mais tempo em produção: 32 anos. No começo dos anos 1980, um Classe G modificado era usado pelo Vaticano como o “Papamóvel” de João Paulo II.

Jipe pode ter até motor 6.0V12.

Agora, apostando na estratégia de renovação para toda a sua linha, a Mercedes-Benz também trabalhou no Classe G. O legendário off road havia ganhado um leve retoque em 2008.

Nesta nova geração, o desenho clássico do Classe G permanece inalterado, mas foram adicionados alguns detalhes, como as luzes de condução diurna por leds. Nas versões AMG, a marca acrescentou nova grade, entradas de ar maiores, pára-choques redesenhados e rodas de liga leve aro 20.

O interior também foi melhorado. O painel foi modificado e ganhou detalhes de couro e alumínio, semelhantes ao dos novos Classe A e B. Incorpora também uma tela de lcd, que integra o sistema Command Online, com conexão para Internet.

Muita disposição no off-road.

A segurança não foi deixada de lado, afinal é um Mercedes-Benz. O sistema ESP foi melhorado e o cruise-control adaptativo consegue desacelerar o carro e até frear, com o objetivo de evitar colisões. É também possível optar pelo sistema de monitoramento de ponto-cego, e assistência para estacionamento, que inclui câmera traseira.

O antigo Papamóvel do Vaticano.

Quanto aos motores, começam com um 3.0V6 Diesel de 211 cavalos) e vai ao V8 a gasolina de 338 cv. Mas também estão disponíveis duas novas versões AMG nesta linha: o G63 AMG equipado com o V8 biturbo de 544 cv e o G65 AMG, com o impressionante 6.0V12 biturbo de 612 cv de potência, que foi apresentado recentemente no SL. Com este motor, o jipe acelera de zero a 100 km/h em apenas 5,2 segundos e alcança os 250 km/h de velocidade máxima, limitada eletronicamente.

O Classe G, de 1979: jipão austríaco.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *