Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

4 passos práticos para criar o seu próprio site

Compartilhe!

Imagem: Freepik

Com um site, seu negócio ou seu conteúdo consegue atingir mais pessoas. E saiba que tem como fazer um site por conta própria. Descubra como!

Ter uma presença digital é uma recomendação frequente quando falamos de empresas e prestadores de serviços. Porém, nem todo mundo sabe o que é e como construir essa presença.

Além de se cadastrar e criar conteúdo para as redes sociais, manter um site próprio online é uma atitude interessante, que permite levar o nome da sua marca mais longe e se fazer presente digitalmente.

Se os recursos estiverem escassos, uma dica é criar o seu próprio site, utilizando ferramentas virtuais que permitem a criação desse tipo de projeto.

Em 4 passos práticos, separamos o que você precisa saber para criar o seu próprio site. Confira!

Passo 1: Registrar o domínio

Quando você digita o endereço eletrônico de uma página no navegador do seu computador ou smartphone, está inserindo um domínio que, quando acessado, apresenta determinadas informações.

Esse domínio é o primeiro passo a tomar para criar o seu site. Nesse caso, existem vários sites que permitem a compra de domínio, sendo que alguns deles já incluem a hospedagem (o local virtual que seu site ficará armazenado).

Os sites que vendem domínio também costumam apresentar se um nome desejado já está em uso, dando sugestões caso isso aconteça.

Na compra, você também pode escolher pelos sufixos, sendo que o .com e .com.br são os mais populares (porém, é possível cadastrar sua página como .net, .edu, .info, .org, entre outros).

Passo 2: A estrutura do site

Com o domínio e a hospedagem resolvidas, é hora de pensar na estrutura do site, ou seja, quais serão as páginas dentro do endereço eletrônico.

Na prática, significa que você vai elencar todas as páginas que seu site vai apresentar. Home, Contato e Sobre são algumas que sempre estão presentes.

Além disso, é importante estruturar a lógica do menu do site, os caminhos que um usuário precisa percorrer para acessar determinada área.

Nesse sentido, você pode contar com um software de criação de diagramas. O EdrawMax é uma ótima opção, já que possui recursos para o desenvolvimento de organogramas de forma simples e intuitiva.

Imagem: EdrawMax

O software conta com mais de 1500 modelos de diagramas, com mais de 26.000 símbolos disponíveis. Você também pode criar seu próprio organograma, o que facilita a visualização de informações e é essencial na hora de montar o site.

Passo 3: Construção da página

Depois de pensar na estrutura do site, fazer a construção de cada página fica muito mais simples.

Nesse momento, você pode optar por contratar um web designer para concluir a página ou continuar trabalhando por conta própria.

Se a sua opção for a segunda, é interessante trabalhar com plataformas que permitam a criação de um site para pessoas que não necessariamente entendam de programação.

Lembre-se que todas as páginas são compostas de textos e imagens. Para as imagens, ferramentas como o Canva podem ser úteis. Já na parte textual, vale usar palavras-chave de buscas do Google, que tenham a ver com seu produto ou serviço, para escrever o conteúdo.

Passo 4: Divulgue o seu site

Quando tudo estiver pronto e o seu site estiver no ar, não se esqueça de divulgar o link da página em suas redes sociais, para garantir as primeiras visitas ao portal.

De acordo com pesquisas, os brasileiros passam, em média, 3 horas e 42 minutos por dia conectados às redes sociais. Isso significa que essas plataformas são grandes vitrines, que merecem a sua atenção.

Aproveite sua conta no Instagram e Facebook para compartilhar a novidade, incluindo o link da página no seu perfil ou bio. E claro, incentive seus amigos e familiares a conhecerem o seu site.

Site no ar!

Imagem: Freepik

Com poucos passos práticos é possível criar o seu próprio site. Entretanto, é importante ter em mente que o trabalho não acaba por aqui!

É fundamental fazer um esforço para manter o seu site atualizado, para que ele se mantenha relevante e continue a atrair o público.

Assim, de tempos em tempos, lembre-se de acessar a página e pensar em melhorias que podem ser feitas. Ao conectar seu site com o Google Analytics, é possível obter vários insights, de acordo com o comportamento dos visitantes.

E então, com dedicação na criação e na manutenção do site, ter uma presença digital se torna algo simples e com potencial para impactar os seus negócios.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español