Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

A Bugatti e o menor recall do mundo

Compartilhe!

Todas as Bugatti Chiron nos Estados Unidos serão chamadas para um recall. Isso vai afetar os dois exemplares do superesportivo francês que rodam por aquele país.

A Bugatti anunciou aquele que é, com certeza, um dos recalls mais reduzidos da história do automóvel, já que se limita a levar para a oficina dois carros. Mais precisamente, os dois Chiron que foram já entregues nos Estados Unidos, que vão precisar de uma revisão do fabricante devido a um problema com os airbags laterais. Segundo explicou a autoridade rodoviária norte-americana, a NHTSA, esta chamada às oficinas deriva da possibilidade de alguns elementos deste sistema de proteção terem sido instalados de forma errada.

A explicação exata para o problema indica que “o calor gerado pode, em determinadas condições extremas, reduzir o desempenho do airbag”. A NHTSA afirmou ainda que foi a própria marca francesa, durante testes internos no sistema fornecido pelos romenos da Key Safety Systems, que detectou o problema durante testes em situações de calor extremo. Foram encontrados traços de queimaduras na zona do airbag mais próximas da ponto de saída do gás que insufla este sistema de segurança.

Se habitualmente os recalls não levam aos proprietários a terem motivos de procupação,no caso das Bugatti isso atinge outro patamar, estratosférico quando falamos da Bugatti. Além dos “Flying Doctors” da marca, que vão contactar os donos dos dois Bugatti e lidar pessoalmente com os reparos a reparação, haverá o envio dos bancos para França, onde fica a fábrica do esportivo, onde será feita uma inspeção. Se algo de errado for encontrado, eles serão remetidos para a empresa que os fabrica. E tudo isto acontece, como seria de esperar, com a Bugatti e outros meros mortais, assumindo totalmente os elevados custos desta revisão.

 

 


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *