Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

A Lotus Esprit que foi de Colin Chapman, está à venda

Compartilhe!

Este Lotus Esprit é mais especial do que qualquer outra, pois pertenceu a Colin Chapman, o genial engenheiro aeronáutico fundador da marca britânica. E agora procura nova garagem.

Lotus Esprit

Vamos lamentar algumas coisas: a pandemia, que enxugou as contas bancárias; o fato de morarmos num país que vive em dimensão paralela ao resto do planeta; o fato de não termos dinheiro… Somando tudo isso, a verdade é que esta Lotus Esprit, sem dúvida alguma um dos mais icônicos modelos da historia da marca britânica fundada por Colin Chapman, definitivamente não irá desembarcar por aqui.

Desenhada originalmente pela Italdesign de Giorgetto Giugiaro, também ganhou fama como um dos carros de James Bond —o carro-submarino do “The Spy Who Loved Me” (“O Espião que me amava”), e foi top de linha da Lotus durante longos 28 anos, tendo sido produzida entre 1976 e 2004.

Apesar da longa carreira, não foram produzidos muitas unidades —cerca de 10 mil—, e por isso é um acontecimento raro surgir alguma à venda. Esta, no entanto, é especial, pois foi o carro pessoal do fundador da marca, Colin Chapman.

Lotus Esprit

Produzida em 1981, este exemplar não é especial apenas por ter sido o carro pessoal de Colin Chapman. Além de contar com diversos equipamentos extras que a diferem das outras, esta Lotus Esprit foi também dirigida pelo falecido piloto de Fórmula 1 Elio de Angelis e até por Margaret Thatcher, a “Dama de Ferro”, que foi primeira-ministra do Reino Unido entre 1979 e 1990!

E o que ela tem de diferente? Começando pelo exterior, destaca-se a pintura cinza metálica com vários grafismos exclusivos, a suspensão levemente rebaixada e as clássicas rodas BBS (este foi o primeiro exemplar da Esprit a contar com elas).

O interior é forrado de couro vermelho e tem habitáculo reforçado para assimilar melhor os ruídos aerodinâmicos (engenheiro aeronáutico, lembra?), sistema de som montado no teto e ar condicionado.

Lotus Esprit

Equipada com direção hidráulica, esta Lotus Esprit conta ainda com uma série de filtros de pólen específicos, devido as alergias que incomodavam Colin Chapman.

Lotus Esprit
A “Dama de Ferro”, Margaret Thatcher, chegou a experimentar esta Lotus Esprit.

Com um motor 2.2 de quatro cilindros montado atrás dos ocupantes,  e com o auxílio de um turbo Garrett, esta Esprit tem 213 cv de potência máxima e e 27 mkgf de torque máximo, levados às rodas traseiras por meio de uma caixa de câmbio manual de cinco velocidades.

Sistema de som Panasonic no teto, parece ter saído de um avião.

Com apenas 11.006 milhas rodadas percorridas (míseros 17.712 km) desde 1981, esta Lotus Esprit foi agora colocado a venda pela Mark Donaldson.

Apesar de no site não haver qualquer referência ao valor pedido, algumas publicações já divulgaram que o valor inicial pela Esprit de Colin Chapman é de US$ 124 mil.


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *