Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

A POLÊMICA FERRARI FXX FALSA

Compartilhe!

vf6_1

Parece coisa de fabricante chinês, mas não é. Os produtores da saga “Velozes Furiosos 6” podem ser processados. Motivo: uso indevido do nome Ferrari. O que se parece ser uma Ferrari FXX trata-se, na verdade, de uma réplica, de carroceria de fibra e equipada com motor M62 V8 de uma BMW M5.

vf6_2

Mas se a fita mostra veículos personalizados –chamado pelos incautos de tuning- qual o problema de se explorar a marca italiana. Simples: a utilização do emblema da marca centenária que não admite tal modismo.

Um Ferrari FXX original é equipada com o potente V12 –original da marca-  com mais de 800cv de potência. Algo bem diferente que aparece nas telas. O passado mostra que a marca italiana não dá moleza: processos e mais processos  em marcas ou empresas que usaram indevidamente o seu símbolo.

Polêmica semelhante aconteceu há alguns anos, com a série “Miami Vice”. Nas duas primeiras temporadas, a Ferrari Daytona Spyder 365 GTS 1972 não era uma Ferrari, e sim uma réplica montada num chassi de Corvette 1980. A Ferrari chiou e eles passaram a usar uma Testarosa, que logo se descobriu não ser uma Ferrari, e sim outra réplica, montada a partir de um De Tomaso Pantera 1972.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español