Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Adeus retrovisor; Japão libera câmeras

Compartilhe!

Tendência vista há tempos em muitos dos concept cars apresentados nos salões internacionais, como é o caso do Nissan IDS Concept que surge na foto, os automóveis sem espelhos retrovisores estão agora muito mais perto de chegar às ruas. Pelo menos, no Japão.

50068ed93afbc0959ac23a8d8e5b40d9_image_727x403

O Japão se tornou um dos primeiros mercados mundiais a regulamentar a utilização de sistemas de captação de imagens traseiras para disponibilização no interior, ou traduzindo, câmeras no lugar dos espelhos. Este sistema poderá permitir, a médio-prazo, trocar os convencionais espelhos retrovisores por sistemas de câmeras, o que traz benefícios em termos de eficiência aerodinâmica (com desenhos mais “limpos” dos automóveis), mas também de segurança, se forem aplicadas na traseira, sendo assim um elemento protuberante a menos capaz de provocar lesões. É uma simples evolução das câmeras de ré.

De acordo com a imprensa europeia, a legislação foi aprovada no dia 17 de junho, e na sequência dessa regulamentação, as empresas Ichikoh Industries (Japão) e a Bosch (Alemanha) já se propuseram a fornecer este tipo de tecnologia a construtores locais.

A Ichikoh já fornece um sistema de imagens captadas por uma câmera traseira, que são projetadas numa pequena tela colocada no lugar do espelho retrovisor interno, o “Smart Rear View Mirror” (“Espelho Retrovisor Inteligente”). A empresa já está fornecendo este sistema a uma marca local para uso num modelo de baixo volume, que estará disponível a partir de agosto no Japão.

O Japão não está sozinho nesta nova aplicação, pois também a União Europeia deverá começar a permitir tais sistemas a partir do próximo ano, enquanto nos Estados Unidos deverá levar mais um ano, chegando em 2018.

A Ichikoh entende que existe uma faixa grande de mercado a ser explorada, pois em poucos anos, prevê a empresa, cerca de 30% de veículos (cerca de 2,4 milhões) no Japão terão já telas de vídeo internas no lugar dos espelhos retrovisores.

E as montadoras do Brasil, como se posicionam com essa novidade?


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español