Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

AOS 60 ANOS, CORVETTE GANHA SUA SÉTIMA GERAÇÃO

Compartilhe!

cor1

A maioria gostou, outros acharam europeu demais, mas o Corvette C7 está aí. Nesta sétima geração, o nome Stingray regressou como sobrenome da nomenclatura Corvette, e com o novo motor 6.2V8 de 456 cv, o novo esportivo é a versão “normal” mais potente de todos os tempos. Imagine quando surgirem as versões mais interesantes…

cor2

O novo Corvette é, também, o mais avançado de todos já produzidos, com o uso de alumínio e fibra de carbono e a introdução de uma Caixa de câmbio manual de sete velocidades. O nome Stingray volta a ser usado no Corvette pela primeira vez desde 1976.

2014 Chevrolet Corvette Stingray

Esta sétima geração destaca-se pelo seu estilo refinado e diferenciado que, apesar de ser imediatamente reconhecível, mostra-se bastante técnico e trabalhado. Lembra os melhores esportivos europeus, mas custando bem menos, como sempre. O carro tem 4.495 mm de comprimento, 1.877 mm de largura e apenas 1.235 mm de altura, resultando num desenho esportivo que impressiona.

2014 Chevrolet Corvette Stingray

Por baixo do capô encontramos o motor 6.2V8 totalmente refeito. Este “small block” da GM tem 6.126 cm3, e está equipado com injeção direta, bloco de alumínio e sistema de variação contínua do tempo de abertura das válvulas. Tudo isso resulta em 456 cv e excelente torque disponível desde baixas rotações (a Chevrolet não divulgou esse valor), mas que andará próximo dos números do 7.0V8 do Corvette Z06, ou seja, acima dos 60 mkgf.

cor5

Este motor, segundo a Chevrolet, é muito econômico e pouco poluidor, e pode estar acoplado a uma caixa automática de seis velocidades com borboletas junto ao volante,  ou à nova unidade de sete velocidades manual, a segunda a surgir no mercado depois do Porsche 911 ter estreado a sua. Esta caixa manual possui um sistema denominado “Active Rev Match” que, de forma automática, atua no acelerador para que as rotações do motor estejam de acordo com as trocas.

cor6

O Corvette Stingray terá, pela primeira vez, um programa de condução eletrônica denominado “Drive Mode Selector”. Tem cinco mapas diferentes: “Weather”, “Eco”, “Tour”, “Sport” e “Track”. Por meio dele, podem ser feitas alterações em 12 parâmetros diferentes, desde a resposta do acelerador e sensibilidade da direção até a atuação maior ou menor do controle de tração e estabilidade.

2014 Chevrolet Corvette Stingray

A sétima geração do Corvette utiliza uma nova plataforma que, graças ao uso do aluminio, conseguiu economizar45 quilos no peso e ser 57% mais rígida que a anterior usada no C6. Graças à fibra de carbono usada no capô e alguns painéis da carroceria, foram economizados mais 17 quilos, e por isso o peso mínimo do carro estará perto dos 1400 quilos. Suficiente para lutar com o Porsche 911 e o Audi R8, por exemplo.

cor8

Nas suspensões, o Corvette herda o mesmo esquema do anterior C6, mas todos os componentes foram modificados e aliviados em pesos. Aliás, segundo a Chevrolet, da geração anterior apenas duas peças foram aproveitadas para a sétima geração.  A direção passa a ter assistência elétrica, mas com um sistema variável que, segundo a Chevrolet, é mais precisa e sensível que a anterior. Com todas estas mudanças, distância entre-eixos maior e vitolas mais largas, o esportivo da GM tema inda distribuição de peso 50%/50%, melhorando a estabilidade em altas velocidades.

196763_10151424592197238_1744606682_n

O Corvette Stingray oferece como opcional o “Z51 Performance Package”, que inclui  a terceira geração dos amortecedores “Magnetic Ride Control”, diferencial autoblocante eletrônico e um “pacote” aerodinámico mais eficiente.

58203_10151424592237238_1813954066_n

O interior é um dos destaques do novo Corvette. Segundo a marca, a qualidade subiu bastante nos revestimentos e nos materiais, na montagem e na facilidade de utilização. Fibra de carbono, alumínio e duas telas TFT de 8 polegadas estarão disponíveis.

184457_10151424592252238_517038386_n

Às vésperas de completar 60 anos, o Corvette de sétima geração celera de zero a 100 km/h em cerca de 4 segundos, a velocidade máxima é limitada eletronicamente em 250 km/h e o preço só será divulgado quando ele chegar às ruas, no segundo semestre deste ano.

230699_10151424592122238_848198034_n


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español