Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Ar condicionado: fuja destes cinco erros

Compartilhe!

Cada vez mais o sistema de ar condicionado é fundamental para garantir o conforto no habitáculo, e não só no verão, como acontecia alguns anos atrás. Hoje, quase todo dia é dia de usar o condicionador de ar. Ele também tem grande importância no campo da segurança, ao permitir rodar com os vidros fechados.

Car Air Conditioner: how to clean it correctly – Car Products Blog fot  MA-FRA

Afinal, um carro estacionado ao sol pode ter a temperatura interna atingindo os 60 graus, e com essa temperatura até os celulares deixam de funcionar.

How To Get The Best Out of Your Car's Air Conditioning

Segundo estudos, as reações de um condutor motorista com temperatura de 35 graus são 20% mais lentas do que as de outro que conduza num ambiente a 25 graus. Os efeitos são semelhantes a guiar com uma taxa de 0,5 g/litro de álcool no sangue. E dizer que tudo que é ruim ainda pode piorar se o carro for preto, de interior preto, repleto de plásticos no habitácvulo…

Quem utiliza regularmente o ar condicionado em geral comete vários erros, que são importantes evitar para se extrair o máximo do equipamento.

Advantages of Car Air Conditioning | by Connor Hodges | Medium

1 – LIGAR O SISTEMA AO MÁXIMO QUANDO SE ENTRA NO VEÍCULO é o erro mais habitual e acaba por ser ineficaz como representa um aumento importante do consumo de combustível. É melhor tentar libertar o habitáculo do ar quente para facilitar a refrigeração. Por isso, o melhor é abrir as portas e as janelas durante alguns minutos para garantir a circulação de ar antes de ligar o sistema de ar condicionado.

2 – SABER COMO USAR O AR CONDICIONADO. Os sistemas automáticos auais são os mais eficientes e, em muitos casos, são opcionais, mas valem cada centavo investido. Permite repartir o fluxo de ar fresco por todo o interior, e para isso deve ser ligado o comando de recirculação de ar. Uma boa consultada no Manual do Proprietário ajuda a endender como usar da melhor forma o recurso. Pelo menos uma vez por dia ligue o ar condcionado por uns cinco minutos, para mantero o sistema em ordem e lubrificado.

3 –TER O AR CONDICONADO SEMPRE LIGADO. Há momentos ou épocas em que não faz sentido manter o sistema ligado. É o caso de inverno rigoroso, zonas de sombra ou antes do nascer e pôr do sol. A temperatura do habitáculo deve ser sempre a mesma, e o exagero na utilização acaba por se refletir nos consumos de combustível. Mais nos antigos, e menos nos carros mais novos. Em geral o ar condicionado pode aumentar em 4% o consumo de combustível.

Por isso, em certas regiões faz sentido tirar partido de equipamentos ou opções, como as películas escurecedoras de vidros, que são capazes de reduzir os efeitos da incidência direta do sol.

4 – DIRIGIR O FLUXO DE AR PARA O CONDUTOR é outro erro muito frequente. É importante saber que o posicionamento correto dos difusores de ar permite criar um ambiente fresco, cria um ambiente agradável e homogêneo para todos que estão no veículo.

Sentir um ambiente fresco é muitas vezes resultado da orientação dos fluxos de ar do que a sensação dessa temperatura mais baixa. O melhor é dirigir o ar para o teto (o ar quente sobe…) para criar um efeito de “cortina”, que garante a sensação de frescura de forma homogênea em todo o habitáculo.

5 – ESQUECER A MANUTENÇÃO também é uma situação muito normal. O ar condicionado pode dar a sensação de que está avariado, mas a maioria da vezes trata-se apenas de filtro sujos (sim, a maioria dos carros tem um filrto de pólem). É importante substituir o filtro a cada 15 mil km e, ao mesmo tempo, verificar a carga do gás que garante o ar fresco. Reparos no sistema de ar condicionado não são baratos, e por isso é melhor ser preventivo.


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *