ARGENTINA CHORA A MORTE DO “TOURO DOS PAMPAS”

Compartilhe!

fgonza

O ex-piloto argentino José Froilán González, o primeiro piloto a conseguir uma vitória na Fórmula 1 para a Ferrari, morreu esta semana aos 90 anos. Conhecido como “Touro das Pampas”, Froilán González participou dos primeiros anos do Campeonato Mundial de Fórmula 1, entre 1950 à 1957, (realizando uma última prova em 1960). O apelido de “Touro das Pampas” foi dado pelos fãs ingleses, devido ao seu estilo de pilotagem agressivo.

Disputou 26 GPs, obtendo duas vitórias, três pole positions e seis melhores voltas, totalizando 78,64 pontos. Pilotou para a Maserati, Ferrari, Talbot Lago, Vanwall e Lancia. Em 1951, González viveu os melhores momentos de sua carreira. No terceiro GP da temporada, em Silverstone, obteve sua primeira vitória –e a primeira da história da Ferrari na Fórmula 1. A sua consistência (subiu ao pódio em cinco das seis provas do ano) o levou ao terceiro lugar no campeonato, atrás de Juan Manuel Fangio e Giuseppe Farina. Em 1953 a sua equipe voltou a contar com a sua participação durante toda a temporada, tendo o argentino subido ao pódio mais três vezes em seis corridas.

Em 1954, González voltou à Ferrari, e mais uma vez eve bom desempenho, conquistando a sua segunda e última vitória novamente em Silverstone. Nesse mesmo ano, venceu a “24 Horas de Le Mans” ao lado do francês Maurice Trintignant. A partir de então não disputou mais campeonatos completos na Fórmula 1, atuando apenas como convidado, principalmente nas provas na Argentina. Em 1955, disputou o GP da Argentina pela Ferrari, chegando em segundo. Em 1956, a Maserati e a Vanwall ofereceram vaga para uma prova cada, nas quais o argentino teve problemas mecânicos. Em 1957, fez o que teria sido sua última participação na Fórmula 1 pela Lancia, novamente na Argentina, terminando em 5º lugar. Mas voltaria três anos depois, como convidado da Ferrari para o GP de Buenos Aires, desta vez terminando em décimo e encerrando sua carreira.

Froilan-Autoclasica2012-1
A homenagem no ano passado, ao completar 90 anos.

González é um dos ícones do automobilismo argentino, respeitado por alguns críticos como “um piloto quase tão bom quanto Fangio”. No ano passado, foi homenageado durante o AutoClasica, evento de carros antigos que aconteceu em Buenos Aires, pela passagem do seu 90º. aniversário.


Compartilhe!
简体中文 简体中文 English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano 日本語 日本語 Português Português Español Español