Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Argentina deve, e GM Brasil suspende exportações

Compartilhe!

GMSEMANACLAVE

O presidente de General Motors para a América do Sul, Jaime Ardila, declarou em entrevista ao jornal “Valor Econômico” a suspensão das exportações do Brasil para a Argentina. Isso se deve ao fato de já fazer um mês que a indústria automobilística do país vizinho não consegue dólares para cumprir suas obrigações. A dívida estimada das empresas argentinas já passa de US$ 2,5 bilhões.

Ao mesmo tempo, Ardila considera que este problema dos argentinos para ter acesso a dólares é temporário e que a situação deve se normalizar em breve. Com esta medida, o abastecimento no mercado argentino de Onix, Prisma e S-10 brasileiros está comprometido, e assim ficará até a empresa ter acesso a divisas para pagar suas dívidas. Dos 63.000 veículos Chevrolet vendidos na Argentina entre janeiro e agosto, cerca de 27.000 eram brasileiros. A Renault já havia suspensdido o envio de carros em junho, e Fiat e Peugeot estão na mesma situação de “calote”.

O governo argentino havia prometido soluções a partir das negociaçoes que está mantendo com o setor para prorrogar a plano local Pro.Cre.Auto, de incentivo à indústria, mas nada aconteceu ainda. O Banco Central da Argentina restringiu o acesso a dólares, que é vendido no câmbio negro por até 15:1, contra 7:1 do câmbio oficial.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español