Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

As maiores pinças de freio do planeta são usadas na Bugatti

Compartilhe!

 A utilização de impressoras 3D a laser, aplicadas em materiais de elevada resistência e com processos com tecnologias de ponta, garantem ao superesportivo Chiron, da Bugatti, mais um recorde. Desta vez são as maiores pinças de freio do mundo …

A Bugatti acaba de introduzir mais um pouco de novidades no Chiron, recorrendo a tecnologias originadas na aviação e no automoblismo, para criar as maiores e mais resistentes pinças de freio do mundo. Forjada a partir de um só bloco de titânio, e cortada com lasers de 400 watts, é criada uma estrutura de oito pistões, com 41 cm de comprimento.

Este é um processo demorado e tecnológico, pois começa com a sobreposição de 2213 camadas de pó de titânio, posteriormente aquecidas a 700ºC durante 45 horas, para criar um bloco sólido. Mas, para um carro que demora nove meses para ser gestado, o que são dois dias com as pinças de freio num no forno?

As maiores pinças de freio do planeta representam não apenas capacidade extrema para deter o superesportivo francês, suportando pressões de 125 kg por milímetro, mas também ajudam a outro dos maiores focos no desenvolvimento dos modelos e altíssimo desempenho, o peso. Estas pinças acusam na balança apenas 2,9 kg, quase 50% a menos do que os 4,9 kg do mesmo componente fabricado em alumínio.

A produção destas pinças de freio em impressoras 3D indica também a futura aposta nesta forma de criação de peças para os modelos da marca. Esta é uma área em que a Bugatti vai abrir caminho para todo o Grupo VW, como explicou o responsável pelas novas tecnologias da marca, Frank Gotzke. “Todos podem, e devem se beneficiar dos nossos projetos. Isto também faz parte do papel da Bugatti, como o laboratório de todo o Grupo para a aplicação de tecnologias de ponta”.

Estranho é a Bugatti acelerar o desenvolvimento de um componente para frear…


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *