Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

BMW de luto: morreu Johanna Quandt

Compartilhe!

Uma das proprietárias da BMW,  Johanna Quandt, viúva de Herbert Quandt -conhecido como o “salvador” da marca- morreu aos 89 anos, deixando um legado multimilionário.

10-Johanna-Quandt

Johanna era a terceira mulher de Herbert, e com ele viu o renascimento da marca que esteve à beira da falência depois da Segunda Guerra Mundial. Herdou 16,7% da empresa após o falecimento do seu marido, sendo que com os seus filhos detinha quase metade da BMW (cerca de 46,8%).

Agora, a parte da empresa que lhe pertencia será entregue aos dois filhos, Stefan Quandt (atual vice-presidente não executivo da BMW) e Susanne Klatten, que ficarão com 25,75% e 29,95%, respectivamente.

Desde que entrou para a BMW e até se aposentar em 1997, Johanna Quandt manteve sempre o seu cargo no departamento de supervisão e, segundo a família, acompanhou até ao fim dos seus dias o progresso da empresa.

Ainda em 1995, Johanna Quandt criou sozinha uma fundação que tinha como objetivo “treinar” e ajudar jovens jornalistas a especializarem-se na área de economia”, concedendo um prêmio anual de mídia. Além disso, doou muito dinheiro para organizações culturais e de arte e fundações dedicadas à causa de neoplasias infantis. Em 2012, fez uma doação de quase US$ 50 milhões -após ter ajudado por 10 anos- um instituto de pesquisa e desenvolvimento de cuidados com a saúde baseado em Berlim.

Johanna estava na lista dos Top 100 dos maiores multimilionários do mundo e no Top 10 do ranking alemão, sendo a oitava pessoa mais rica daquele país. A sua riqueza estava declarada em cerca de US$ 11,5 bilhões. Já a BMW, como marca, vale quase US$ 60 bilhões.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español