Última hora

BRIGÃO: EX-PILOTO DA FERRARI VAI PARA A CADEIA

Compartilhe!

Irvine, ao lado de Michael Schumacher.
Irvine, ao lado de Michael Schumacher.

Eddie Irvine, que correu pela Ferrari, foi condenado a seis meses de cadeia por conta de uma briga em que se envolveu, em 2008, numa discoteca em Milão, na Itália.

O outro protagonista da pancadaria, Gabriele Moratti, filho do ex-prefeito daquela cidade e da ministra da  Educação da Itália, Letizia Moratti, também foi sentenciado a uma temporada atrás das grades pelo juíz Marco Formentin. Moratti estava presente ao julgamento, que aconteceu hoje, mas Irvine não atendeu à intimação da justiça italiana.

As testemunhas declararam que o motivo do atrito foi uma mensagem que Irvine enviou para o celular da ex-namorada de Moratti. Quando o traído se encontrou com Irvine na discoteca “Holywood”, aconteceu uma briga entre os dois. Irvine afirmou na época que havia sido golpeado por trás por Moratti e que ficou ferido numa orelha.

Depois da briga Irvine recebeu ameaças de amigos de Moratti por telefone. Os advogados do ex-piloto tentaram, sem sucesso, chegar a um acordo com a justiça para encerrar o processo. Agora, os dois briguentos vão ter bastante tempo para pensar na vida. Além disso, o juiz poderá pedir que as testemunhas de Moratti sejam investigadas, para ter certeza de que não cometeram perjúrio.


Compartilhe!
1721867742