Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Bruce Meyers, o pai dos buggies, se foi…

Compartilhe!

Kadron, BRM, Cheda, Bugre, Selvagem, Glaspac, Gurgel, Emis, Fiber, Terral e tantos outros são alguns dos buggies nacionais. Simpáticos carrinhos sem teto, com carroceria de fibra de vidro e plataforma e mecânica dos VW “a ar”. Nada disso existiria se não fosse Bruce Meyers, surfista, hot rodder e criador do Meyers Manx (também conhecido como Dune Buggy ou Volkswagen Buggy), que faleceu aos 94 anos.

por Marcos César Silva

Bruce Meyers, Meuers Manx Big Red

Poucos carros estão tão associados ao verão e à liberdade como o famoso buggy que teve no Meyers Manx, criado por Bruce Meyers, a sua forma original.

ManxLogo_Clear_Crop

AUTO&TÉCNICA vai contar um pouco da história de Meyers e da sua mais famosa criação, uma mais do que merecida homenagem ao homem responsável por um dos carros mais divertidos de todos os tempos, mas praticamente desconhecido dos brasileiros.

The Meyers Manx - A Quick & Essential Brief History
Com Elvis, no filme “Live a Little, Love a Little”.

Uma homenagem póstuma, pois Bruce Meyers faleceu no último dia 19 de fevereiro, aos 94 anos, poucos meses após ele e a sua esposa terem vendido a empresa Meyers Manx à Trousdale Ventures.

Nascido em 1926 em Los Angeles, a trajetória de vida de Bruce Meyers o levou desde à Marinha durante a II Guerra Mundial e às corridas de fora de estrada todo o terreno, até às praias da Califórnia, onde este então o ávido surfista percebeu que precisava de um veículo que permitisse circular com maior facilidade na areia do que o seu Ford Hot Rod de 1932 permitia.

The incredible story of the Meyers Manx dune buggy | CarAdvice

Um hot rod? Sim. Muito antes da sua mais famosa criação ter ganhado as ruas, Meyers tinha um passado repleto de histórias com automóveis —também chegou a ser um piloto razoável—, não tendo ignorado o fenômeno Hot Rod que surgiu floresceu no pós-Segunda Guerra Mundial nos Estados Unidos.

Não ficou apenas nos automóveis, pois o seu domínio sobre a fibra de vidro, material de que seria feita a carroceria do seu buggy, permitiu fazer pranchas de surf e até pequenas embarcações.

Desta forma, pegou uma plataforma de Fusca, carro mecanicamente simples, encurtou-o em 36 cm, desfez-se da carroceria e criou outra no material que já dominava, a fibra de vidro. Simplificou o design ao máximo, colocando apenas o essencial, o que lhe garantiu um aspecto único e divertido.

BRUCE MEYERS E O MANX – Autoentusiastas

E assim nasceu o primeiro Volkswagen buggy, o Meyers Manx, conhecido como “Big Red”. Apresentado em 1964, este carro leve, de tração e motor traseiros e versátil, lançou as bases de uma “moda” que se espalhou pelo mundo, inclusive Brasil.

Bruce Meyers
Bruce Meyers durante a construção do seu primeiro buggy, em 1964.

O Meyers Manx até pode ter sido catapultado para a fama após ter aparecido nos filmes de 1968, “The Thomas Crown Affair” e “Live a Little, Love a Little” (com Elvis Presley), e de ter sido capa da revista “Car and Driver” em 1969. Mas nem tudo foram rosas.

Em 1971 Bruce Meyers saiu da empresa que havia fundado, já que ela estava a caminho da falência, apesar de já ter produzido cerca de 7000 exemplares do famoso buggy. Os culpados? Os impostos e a concorrência que rapidamente copiou seu conceito e plagiou o seu desenho.

bruce_meyers_3 norra dot com
Manxter 2+2, Meyers Manx original e Bruce Meyers.

Mesmo tendo levado os plagiadores ao tribunal —na época mais de 70 empresas produziam modelos similares—, a justiça nunca lhe deu razão, com Meyers não conseguindo patentear o seu buggy. Apesar de ser o criador do conceito, o negócio foi profundamente prejudicado.

Iconic Meyers Manx dune buggy set for relaunch - carsales.com.au

No entanto, o desejo de produzir automóveis continuou dentro de Bruce Meyers e, no ano 2000, cerca de 30 anos depois de ter deixado de produzir os seus marcantes buggies, o californiano decidiu voltar a fazer aquilo que o tornou famoso: o seu Meyers Manx, evoluído e rebatizado de Manxter 2+2.

If You Loved the Meyers Manx in the '60s, You'd Really Dig the Volkswagen  I.D. Buggy in the '20s

Mais recentemente vimos a Volkswagen efetuar uma justa homenagem, quando apresentou em 2019 o ID. Buggy (foto acima), para mostrar a flexibilidade permitida pela sua plataforma dedicada aos veículos elétricos, a MEB. Era o buggy da Nova Era.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español