Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

CARRO DO ANO: ELEIÇÃO DO VW GOLF VII FOI FRAUDADA

Compartilhe!

e32cd5a879ce3b4d62ae01925d128ddd57196b092f0a6ba23b3b79d156f5ce76

Parece que os alemães não são mais tão sérios assim. Michael Ramstetter, que até agora era o responsável pela área de comunicação da ADAC (o automóvel clube mais respeitado da Alemanha, com 19 milhões de associados), admitiu que o número de votos divulgados que ajudaram a eleger o Volkswagen Golf VII como o “Carro do Ano 2014” pelo organismo, foi superior ao efetivamente recebido. Estima-se que tenham sido contabilizados mais de 34 mil votos, quando, na realidade, teriam sido enviados apenas 3400 votos, portanto 10 vezes a mais que o real.

A notícia foi trazida a público por um jornal alemão, que revelou algumas das declarações de Ramstetter, em especial quando o também diretor de uma revista de automóveis disse que mentiu deliberadamente sobre o número de votantes para que “o resultado da votação parecesse mais significativo para a Volkswagen” do que realmente o foi.

Após a divulgação da notícia, Ramstetter saiu do cargo que ocupava na ADAC, e o automóvel clube alemão pediu desculpas pelo acontecido: “a credibilidade e a confiança são as nossas prioridades”, disse Karl Obermair, presidente da ADAC, ao mesmo jornal.

Em 2005 a ADAC esteve sob forte controvérsia por, propositalmente, ter danificado um automóvel fabricado pela Dacia, para que o resultado final do teste por ele efetuado fosse pior do que a realidade.


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *