Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Chips: setor automotivo pode perder milhões de carros neste ano

Compartilhe!

Dados divulgados pela IHS Markit são preocupantes para a indústria, pois indicam que cerca de um milhão de veículos podem deixar de ser produzidos no primeiro trimestre deste ano, devido à escassez global de semicondutores (a base de produção dos chips) para o setor automotivo.

por Marcos Cesar Silva

Este número supera as previsões iniciais, que no dia 3 de fevereiro passado indicavam o corte de 672.000 veículos até o final do mês de março. Apesar deste impacto, a IHS Markit ainda acredita que a maioria destes veículos possa ser recuperada ao longo do resto do ano. Mas se a falta do componente persistir, é possível chegar ao final do ano com até 5 milhões de carros não produzidos, globalmente.

A escassez de semicondutores na indústria automotiva está causando preocupações quanto à recuperação do setor, depois de um ano de quedas motivadas pela pandemia de covid-19. Recentemente, marcas como a Toyota, Honda, Nissan, Mazda, GM e Volkswagen já anunciaram reduções de turnos em fábricas e cortes na produção do primeiro trimestre do ano devido à falta de semicondutores.

O Grupo Volkswagen, aliás, já chegou a admitir a hipótese de acordos diretos com os fabricantes de chips. E até a Casa Branca reagiu esta semana a esta crise, afirmando estar em conversações com os principais envolvidos para por fim a esta crise.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español