Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

CLASSIC CARS: O PRIMEIRO CADILLAC DE ELVIS PRESLEY

Compartilhe!

Parece que foi ontem, mas em 16 de agosto deste ano completam-se 35 anos desde que Elvis Presley se foi. Mais do que um artista inigualável, responsável por uma revolução social e cultural que mudou o mundo, Elvis deixou uma longa série de histórias interessantes. Uma delas é esta, de seu primeiro Cadillac zero quilômetro, que também foi seu primeiro carro customizado.

Em 12 de junho de 1956, Elvis e sua namorada June Juanico entraram no showroom da Southern Motors, revendedor Cadillac de Memphis. Tinha 21 anos de idade e já estava começando a ganhar dinheiro com a música. Da mesma forma que sua carreira começava a brilhar, ele tentava realizar seus sonhos de infância. Perguntou ao vendedor se poderia fazer um test-drive de um Eldorado conversível branco que estava no showroom. O vendedor olhou aquele jovem de calça jeans, costeletas e topete e não só negou o pedido do cantor, como também o convidou a se retirar da loja. Obviamente nunca tinha ouvido falar de Elvis Presley.

O Cadillac ainda branco, em Graceland

Saindo da loja, o enfurecido Elvis encontrou um garoto lavando carros e perguntou: “Quanto você ganha fazendo isso?”, e o menino respondeu: “Três dólares por semana, senhor”. Elvis o pegou pela mão, voltou para dentro da loja e chamou o gerente. “Vou comprar este Cadillac e pagar em
dinheiro e a vista, mas a comissão da venda é deste garoto, não daquele vendedor mal educado”. Com certeza o tal vendedor nunca mais esqueceu o nome Elvis Presley.

COR DE UVA

O carro era branco de interior preto, e dias depois Elvis o levou a Jimmy Sanders, de Memphis, conhecido customizador local. Espremeu um cacho de uvas sobre o capô e disse: “Quero que você o pinte dessa cor”. E assim foi feito. O Cadillac foi pintado de roxo metálico, o revestimento dos bancos foi trocado por couro branco, ganhou carpete roxo com as iniciais “EP” adornadas por uma guitarra e duas notas musicais bordadas.

Pintado de cor de uva, como Elvis pediu.

Este bordado também foi feito nos bancos. Além disso, recebeu escapamentos laterais e suspensão um pouco mais baixa. Assim o primeiro Cadillac customizado de Elvis ficou pronto.

Logo o cantor enjoou do carro, que apresentava seguidos problemas mecânicos e o vendeu em 23 de dezembro de 1957. O carro foi comprado por uma fã, Lena Moskovitz, também de Memphis, por US$ 4.893. Lena casou-se pela segunda vez com Digger O´Dell Smith e mudou-se para Phoenix, no Alabama. Lá montou uma mercearia e ficou anos e anos com o Cadillac sempre estacionado à porta.

Abandonado e esquecido, felizmente foi recuperado e salvo: menos de US$ 1 mil.

Durante 15 anos muitas pessoas tentaram comprar o carro, alguns provavelmente a mando de Elvis, mas ela sempre recusou qualquer oferta. Ela morreu em 1974 e Digger mudou para College Park, na Georgia. O carro ficou abandonado no tempo e se deteriorou.

NO LEILÃO

Em 31 de julho de 1976, um ano e alguns dias antes da morte de Elvis, o carro foi vendido num leilão de fundo de quintal, e comprado por James Cantrell, de Columbus, Georgia por -acredite- míseros US$ 975. No dia seguinte alguém ofereceu US$ 10 mil por ele, mas James não vendeu. Gastou US$ 28 mil para restaurá-lo, e pretendia ir a Memphis mostrar o carro para Elvis, mas o cantor faleceu antes.

A nota fiscal de compra, assinada pelo cantor.

O Cadillac ficou em exibição em Tupelo, Mississippi, cidade onde Elvis nasceu e depois viajou pelos Estados Unidos durante dois anos. Descansou 10 anos num museu do Canadá e hoje está emprestado, por tempo indeterminado, para o “Elvis Presley Automobile Museum”, que fica em frente a Graceland. Orgulhoso, está em estado de zero quilômetro, absolutamente impecável. Elvis iria adorar ter reencontrado seu Cadillac.

O cantor era apaixonado pela marca Cadillac e teve mais de 200 modelos. O mais famoso é o "cor de rosa" 1955, que ele deu de presente para sua mãe e conservou at;e sua morte.

 

 – Leia mais em SUPER CHEVY.

 

 

 

 


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *