Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Com o Ami One, Citroën já pensa na mobilidade urbana do futuro

Compartilhe!

 
Enquanto no Brasil as montadoras seguem no eterno braço de ferro com o governo, em busca de elevar ainda mais seus lucros, e oferece a você carrinhos 1.0 com motor flex, como se isso fosse o máximo de tecnologia que merecemos, no mundo civilizado tudo é diferente.  Como este concept Ami One, da Citroën, que não precisa de carta de habilitação para ser conduzido. É elétrico e significa um passo adiante da marca francesa, já que deverá ser produzido a médio prazo e destinado aos programas de compartilhamento.
 
A marca francesa já percebeu que a mobilidade urbana está em evolução e com mudanças aceleradas, e a adaptação às necessidades futuras são essenciais para ganhar espaço no negócio. Por esse motivo, vai exibir no próximo Salão de Genebra, um conceito de veículo urbano, cuja habilitação para o conduzir é igual ao de uma bicicleta, com a vantagem de não precisar de capacete…

Ami One está direcionado aos serviços de Car Sharing (compartilhamento) e permitirá que motoristas a partir dos 15 anos possam utilizá-los. A velocidade máxima está limitada aos 45 km/h e não será necessária carta de habilitação. Tem 2,5 metros de comprimento, 1,5m largura e peso de 450 kg. Obviamente, é elétrico e utiliza duas baterias, com  autonomia de 100 km, com carga rápida se completando em 100% em apenas duas horas.

 

 
 

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *