Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Conversível, quatro portas e raro: BMW Serie 3 Baur TC4

Compartilhe!

A terceira geração do BMW Serie 3 (E36), foi lançada em 1990, inicialmente disponível na carroceria de quatro portas, aparecendo, posteriormente, o cupê, conversível, wagon e Touring e o Compact. Uma das maiores inovações desta geração, em relação aos anteriores Serie 3 -fora o Compact- era a suspensão multilink na traseira, derivada do BMW Z1. Disponível com várias motorizações, desde o 1,6 litros de 98cv até o 2,8 litros de seis cilindros e 190 cv a gasolina, passando pelo 1,7 litros de 89 cv ao 2,5 litros de seis cilindros e 141 cv, a diesel.

por Ricardo Caruso



Em 1992 aparece a versão top de linha, a M3, disponível nas carrocerias cupê, conversível e sedã. Equipado com o motor S50 de seis cilindros em linha e 3,0 litros de cilindrada, tinha 286 cv. Em 1995 o motor passou para 3,2 litros com 316cv. Além de todas estas versões, a BMW também vendia nos seus concessionários o Serie 3 Baur TC4, uma versão conversível de quatro portas, convertida pela Karosserie Baur.



A Karosserie Baur foi fundada em 1910, em Stuttgart, na Alemanha, com uma longa tradição na produção de versões conversíveis da BMW, algo que se iniciou na década de 1930, quando a marca alemã começou a vender carros com o seu nome.

Teve grande sucesso com os BMW 1600-2 Cabriolet, o 2002 Cabriolet e o 700 Sport Cabriolet. Além destes, produziu também o BMW M1 e o Z1, assim como modelos de outras marcas, como o Porsche 959.


Com o BMW 2002, a Baur lançou uma versão estilo targa, com maior segurança, onde os arcos das portas eram mantidos e havia uma barra de reforço central. Esta transformação estava disponível por encomenda nos concessionários da BMW, mas foi com a primeira geração do E21 que a Baur iniciou a venda em maior volumeda sua conversão, iniciando-se aí a série Top Cabriolet, com o Baur TC1.

Quando a BMW lançou a segunda geração do Serie 3, o E30, teve disponível uma versão conversível desenhada pela Baur, sendo que esta continuou a transformação dos E30 em Top Cabriolet, com base na carroceria cupê, nascendo assim o Baur TC2. Em 1987, a Baur desenvolve um automóvel próprio para a BMW, o TC3, mas a produção nunca recebeu sinal verde, tudo porque a Baur ficou responsável pela fabricação do BMW Z1.

Baur TC4 : la BMW E36 la plus inutile et la plus désirable

Foi então que, com o E36, a BMW desenvolveu a sua própria versão conversível, sem a ajuda da Baur. Os donos da Baur, Heinz e Karl Baur, ainda assim produziram uma versão Top Cabriolet, diferente do que até então tinha sido construído. Como o E36 Cabriolet tinha por base a carroceria cupê, a Baur pegou o sedã de quatro portas para o seu modelo TC4. A estrutura das portas manteve-se e foi adicionado um teto de lona do meio para trás, com um painel de lona removível na frente.

Os BMW E36 Baur TC4 são das versões mais raras existentes na terceira geração do Serie 3. Ao todo, foram produzidos 310 exemplares, de 1991 a 1996. As motorizações eram, em grande parte, as disponíveis no catálogo da marca, pois a Baur fazia a conversão após a encomenda do cliente, com o automóvel que lhe destinava, existindo desde a 316i até a 325i.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español