Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

CRISE? MERCEDES QUER COMPRAR A ASTON MARTIN

Compartilhe!

iA429BUWP

Depois da Mercedes-Benz ter negado o interesse em comprar a Aston Martin, agora parece que a notícia deixou de ser boato. Afinal,  Dieter Zetsche, o chefão da Mercedes, não descarta mais essa possibilidade.

Convém lembrar que a Mercedes já possui 5% do capital da marca britânica, que depois de ser vendida pela Ford há sete anos, nunca mais teve um parceiro forte na indústria automobilística. Não confirmando, mas também não desmentindo, Dieter Zetsche, que é CEO da marca alemã, explicou que “a Aston Martin é uma marca fabulosa e estamos empenhados em apoiar o seu desenvolvimento”. O executivo explicou ainda que a Aston Martin ofereceu cargos de direção a três pessoas, mas que ficaram com apenas dois, embora procurem um terceiro dirigente. Que poderá, claro, ser alguém da Mercedes.

Seja como for, a AMG prossegue desenvolvendo um novo motor V8, que será fornecido também para a Aston Martin, que vai usá-lo na próxima geração do Vantage, sendo produzido na Alemanha. Será a marca inglesa que vai fornecer as especificações desse novo motor, mas a AMG que vai cuidar da parte eletrônica e dos testes de validação, com os britânicos cuidando ainda da instalação do motor no novo modelo. Os dados desse motor ainda sãosecretos, mas acredita-se que será um 4.0V8 de 500 CV, o mesmo motor do novo Mercedes C63 AMG.

Esta situação que pode finalizar na compra da Aston Martin, não é novidade, pois a Mercedes há muito tempo deseja aumentar sua parceria com a marca britânica, e algumas fontes das duas empresas explicam que, depois da idéia inicial de compartilhamento de motores, a colaboração pode chegar ao uso comum de plataformas.

Com tudo isto, uma série de oportunidades surgem para a Aston Martin, em especial a recuperação do Lagonda SUV (foto), que terá a mesma plataforma do Mercedes GL.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español