Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Crise? São Paulo tem 455 Ferrari registradas

Compartilhe!

  • Crise? Que crise? O Detran de São Paulo divulgou que 455 Ferrari estão licenciadas no Estado, e mais de 60% deles estão na capital, segundo o próprio órgão.

  • ferrari_logo_wallpaper

    Ícone supremo do alto luxo e da ostentação, o mais famoso e cobiçado dos superesportivos -o mais próximo de um carro de corrida que se pode guiar sem ser piloto- a marca Ferrari tem 455 veículos registrados no Estado de São Paulo.

    A maioria dos modelos da fabricante italiana está na capital. São 283 carros (62%), segundo os registros do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP). Os outros 172 estão espalhados por cidades do Interior do Estado.

    Alguns modelos são clássicos pertencentes a colecionadores. São tão raros que é difícil falar em preço. O cálculo teria de levar em conta fatores como exclusividade, condições de originalidade e raridade. Estamos falando em milhões de dólares em automóveis.

    A mais antiga registrada no sistema do Detran-SP é uma Ferrari 166 fabricada em 1950, mas há carros de todas as décadas seguintes. Entre eles estão os mais recentes, como o California T, o “mais em conta” entre os modelos zero km disponíveis para pronta entrega no Brasil, de acordo com a única revendedora da marca no País. Tem preço sugerido de R$ 1,92 milhão. Já o mais caro, também presente nos registros do Detran, sai por R$ 3,6 milhões: o F12 Berlinetta.

    Uma curiosidade: muitos dos modelos clássicos registrados —entre eles a Ferrari 166 1950, a Ferrari 250 GTE Coupé 1961 e a Ferrari 330 GT Coupé 1966— estão com o licenciamento em dia. Portanto, com um pouquinho de sorte, é possível topar com algum desses modelos clássicos rodando pelas ruas.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español