Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Detroit, uma cidade em decomposição

Compartilhe!

bangkok_auto_show_2013-174

Detroit já foi a capital mundial do automóvel. Hoje é o maior retrato da decadência americana em vários sentidos: econômico, moral, social, intelectual, cultural… Foi a cidade que se deu início à produção em massa de automóveis, liderada por Henry Ford. Detroit também abriga as sedes da chamada “Big Three”: General Motors, Ford e Chrysler.

motown-artists-picture-03

Outra característica marcante de Detroit que se foi era seu cenário musical. Sede da gravadora Motown, revelou artistas como Michael Jackson, Diana Ross e Stevie Wonder, e também é a cidade de Madonna, White Stripes e Eminem, entre outros.

Detroit Auto Show 1975

A década de 1960 foi o auge da história da cidade, sendo considerada a mais promissora dos Estados Unidos e uma das mais ricas do mundo. Mas ela parou de crescer, os sindicatos copmplicaram as coisas e ela perdeu mais da metade de sua população nos últimos 50 anos. Praticamente toda a população branca deixou a cidade, mudando-se para os subúrbios de Detroit ou para outras áreas daquele país. O que veio a seguir foi o desemprego, crimes, bairros inteiros abandonados e edificios saqueados e destruídos. Essa é a imagem triste da Detroit de hoje.

Algumas curiosidades sobre Detroit:

Na arquitetura, Detroit se destaca por possuir o maior conjunto de arranha-céus no estilo art decô dos Estados Unidos, atrás apenas de Nova Iorque e à frente de Chicago. Detroit é a mais velha das grandes cidade americanas fora da Costa Leste. Apenas algumas cidades nos Estados Unidos (como Nova Iorque, Boston, Philadelphia e Providence) têm história mais antiga que Detroit. Foi fundada em 1701, menos de 20 anos depois de Philadelphia, a primeira capital americana.

fisher_12582

Detroit colocou o mundo sobre rodas com a produção em massa de automóveis. Por meio da linha de montagem formatada por Henry Ford, a cidade deixou o automóvel acessível à classe média. Foi lá que começou a paixão dos norte-americanos pelo automóvel. Foi em Detroit, onde pela primeira vez nos Estados Unidos foi praticada a jornada de trabalho de 40 horas semanais, pagamento de horas extras, descanso remunerado etc. Henry Ford acreditava que trabalhadores com menos tempo de trabalho teriam mais tempo para adquirir seus carros.

Detroit foi a primeira cidade dos Estados Unidos a construir uma freeway, hoje uma necessidade e característica de qualquer cidade americana.

detroit-1954

Quando o assunto é música, raras cidades no mundo superam Detroit. Desde os anos 1920 Detroit está em destaque nos mais diferentes gêneros musicais. Alguns estilos surgiram na cidade, como o techno, punk, e o e o Motown. Entre os mais conhecidos músicos de Detroit ou que gravaram seus primeros sucessos na cidade, estão Madonna, Michael Jackson e o Jackson Five, Diana Ross, The Temptations, Aretha Franklin, Eminem, Kid Rock, White Stripes e muitos outros.

statlerbookwash

Um dos fatores que ajudaram a derrota nazista na Segunda Guerra Mundial, foi talvez o imenso poderio industrial dos Estados Unidos. Nenhuma cidade deu mais contribuição em termos materiais bélicos que Detroit: a maior parte dos tanques e veículos terrestres (e até mesmo muitos aviões bombardeiros) usados pelos Aliados saíram das fábricas da cidade. Detroit ficou mundialmente conhecida como o “Arsenal da Democracia”. Apesar de várias empresas americanas terem apoiado o nazismo e fornecido veículos e armas para os alemães, por meio de suas filiais européias.

O primeiro shopping-center nos moldes que comnhecemos hoje, foi construído nos subúrbios de Detroit na década de 1950. Aliás, entre 1950 e 1980, a região metropolitana de Detroit esteve entre as cnco maiores dos Estados Unidos. Apenas Nova Iorque, Chicago, Los Angeles e Philadelphia superavam Detroit.

A cidade faz divisa com o Canadá, e curiosamente é o único ponto da fronteira onde o Canadá se situa ao sul dos Estados Unidos, por conta do contorno geográfico. É pela cidade que passa a maior parte do comércio entre os dois países, lembrando que o Canadá é o maior parceiro comercial dos americanos nos últimos 100 anos.

A verdade é que nunca ewxistiu uma cidade que mais definisse os Estados Unidos como país, do que Detroit. Foi lá que se definiu a geografia humana, física e urbana dos Estados Unidos. Em termos musicais, nenhuma cidade bate Detroit no número de “Number 1 Hits” nas principais paradas musicais do mundo.

Mas existia o lado negativo, pois as tensões raciais surgidas após o movimento de emancipação dos negros foram mais complicadas em Detroit do que em qualquer outro lugar, culminando com o “1967 Detroit Riot”: 43 mortos (33 dos quais negros), 467 feridos, 7231 presos, 2.509 lojas saqueadas ou queimadas, 388 famílias desabrigadas e 412 prédios completamente destruídos.

FOB_DETROIT-NEW_CARS_ARE_LOADED_ONTO_RAILROAD_CARS_AT_LASHER_AND_I-75_-_NARA_-_549696

A partir daí aconteceu uma espécie de apartheid urbano (os negros morando na cidade, e os brancos indo para os subúrbios) que até hoje é aplicado nas cidades americanas. O fenômeno, chamdo de “white flight”, movimento da população branca urbana em direção aos subúrbios, está em todas as cidades norte-americanas, sem exceção, mas em Detroit seus efeitos foram os mais traumáticos possíveis.

Woodward_01_1000

Hoje Detroit é uma cidade em ruínas, encolhida, vazia, praticamente em decomposição. Não existem planos de recuparação, e as montadoras e fábricas de auto-peças aos poucos vão deixanmdo a região. Conheça alguns fatos que retratam bem isso.

  • Detroit já foi a quarta maior cidade dos Estados Unidos, com cerca de dois milhões de habitantes. Ao longo das últimas décadas, a debandada foi geral. O censo de 2010 indicava que apenas 713 mil pessoas viviam em Detroit, e a administração municipal admitem que a população provavelmente caiu para menos de 600 mil neste momento.
  • A população de Detroit diminuiu em cerca de 40% na última década. A última vez que a população de Detroit esteve neste patamar foi em 1910.
  • Hoje, Detroit é apenas a 18a. maior cidade da América. Agora, é menor até do que Austin, no Texas, ou Charlotte, na Carolina do Norte.
  • Em 1960, a cidade de Detroit teve a maior renda per capita nos Estados Unidos.
  • Hoje, a taxa de desemprego em Detroit é de mais de 50% , o que é muitas vezes acima do que a média nacional.
  • De acordo com um relatório que foi recentemente apresentado cerca de 70% de todas as crianças em Detroit vivem na pobreza.
  • Cerca de 1/3 dos 140 km2 de Detroit ou são vagos ou estão abandonados.
  • O governo da cidade de Detroit fechou dezenas de escolas e decidiu cortar serviços públicos nas ” áreas muito arruinadas “.
  • De acordo com uma estimativa recente, existem 50 mil casas vazias e 100 mil lotes residenciais vagos na cidade de Detroit hoje.
  • O preço médio de uma casa em Detroit é apenas US$ 8 mil , e existem algumas áreas de Detroit onde é possível comprar uma casa por US $ 100 ou menos.
  • Existem mais de 85 mil postes em Detroit, mas os ladrões roubaram tanta fiação de cobre que mais da metade deles não estão mais funcionando.
  • A prefeitura anunciou um plano para reduzir o número de postes na cidade de Detroit para apenas 46 mil.
  • De acordo com um relatório muito chocante, 50% de todas as pessoas que vivem na cidade de Detroit são analfabetas.
  • A taxa de homicídios em Detroit é 12 vezes maior do que na cidade de Nova York.
  • Aconteceram 377 homicídios em Detroit, em 2011. Em 2012, esse número subiu para 411 .
  • “Homicídios justificáveis” em Detroit subiram espantosos 79% em 2011.
  • Há dois anos, a taxa de assassinatos em legítima defesa na cidade de Detroit foi 2200% acima da média nacional.
  • Há 10 anos, existiam cerca de 5.000 policiais na cidade de Detroit. Hoje, existem apenas cerca de 2.000 e outras centenas de vagas estão programadas para serem eliminadas em breve.
  • Devido a cortes no orçamento, a maioria das delegacias de polícia em Detroit estão agora fechados ao público 16 horas por dia .
  • A taxa de criminalidade ficou tão alta que até mesmo os policiais estão avisando às pessoas: “entrar Detroit é por sua conta e risco “.
  • Recentemente, 100 motoristas de ônibus em Detroit se recusaram a dirigir por suas rotas, pois estavam com medo de serem atacados nas ruas em plena luz do dia. 
  • Há relatos de que grupos de homens armados com fuzis AK-47 praticam assaltos nos subúrbios de toda Detroit .
  • Detroit já foi conhecido por fazer alguns dos melhores carros do mundo.

 

Confira as fotos de Yves Marchand e Romain Meffre, que desde 2005 retratam a decadência de Detroit. São hóteis, escolas, bancos, igrejas e ate delegacias de polícia deixadas para trás, naquela que foi a mais importante cidade na história do automóvel.

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 29 30 31 099


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español