Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Dieselgate: a vez da Ford, Mercedes e Renault se explicarem

Compartilhe!

Uma equipe de executivos da Renault dever se reunir com técnicos do governo francês para explicar as razões pelas quais o pequeno SUV Captur e dois outros modelos com motores diesel da marca, apresentam emissões de NOx acima dos limites autorizados, segundo a imprensa da França destacou. Os jornalistas adiantam ainda que um modelo da Ford e outro da Mercedes-Benz apresentaram também valores acima dos permitidos.

car-diesel_1767762c

Os resultados preliminares dos testes de emissões que o departamento de energia do governo francês promoveu, na sequência do caso Volkswagen, indicam que o Captur, o monovolume Espace e um terceiro modelo da Renault não informado ainda, excedem os limites europeus de emissões de NOx, o mesmo acontecendo com o monovolume Ford C-Max e com o seda de luxo Mercedes-Benz Classe S.

O governo francês está particularmente preocupado com o caso do Captur, por se tratar de um modelo relativamente novo no mercado e que já cumpre as regras Euro 6, a mais recente norma de emissões da Europa, ao contrário do que acontece com o Espace e com outro Renault, que são ainda da geração Euro 5, segundo a Automotive News Europe. Uma fonte disse ao jornalistas que o Captur pode ter um problema técnico com o seu sistema de controle de emissões, que poderá implicar em recall.

Os testes ao Mercedes-Benz S 350 tambem eram resultados inconsistentes, enquanto os do Ford C-Max registaram níveis de emissões de NOx cinco vezes superiores ao limite legal. Ambos os modelos estão já em conformidade com a norma Euro 6.

Além do teste NEDC, usado para avaliar se os veículos cumprem os limites europeus de emissões (menos exigentes que os norte-americanos), as autoridades francesas realizaram testes de rua e testes de laboratorios para checar a presença ou nao de software que fraude os resultados dos testes oficiais, semelhantes ao encontrado em alguns modelos do Grupo Volkswagen.

Os tecnicos do governo já realizaram testes em 22 dos 100 modelos que escolheram para avaliar.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español