Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Dinheiro chama dinheiro: os ricos não param de comprar Rolls-Royce

Compartilhe!

Como muitas outras marcas de carros ultra-luxuosos, a Rolls-Royce teve suas melhores vendas da história em 2021.

Foi um ano difícil para o mundo. Na verdade, dois anos, muito complicados. Mas se você for milionário, nem tudo é desgraça e tristeza. Afinal, gente rica ainda pode comprar qualquer coisa (enquanto muitos brigam por um prato de comida…) que seus corações desejem e seus bolsos permitam. E o seus corações e bolsos desejam são carros Rolls-Royce e SUVs. A montadora, de propriedade da BMW, informou que 2021 foi o melhor ano de sua história em termos de vendas. E por que? Principalmente porque são carros realmente fantásticos e produtos definidores de status, mas também porque, de maneira sádica. não deve haver lugar melhor para assistir o mundo derretendo do que no banco de trás de um Rolls-Royce.

por Ricardo Caruso

De acordo com a Rolls-Royce, as vendas aumentaram 49% por cento em 2021 comparando com 2020, mostrando que o segmento ultra-luxuoso da indústria automotiva se recuperou totalmente, e ainda foi além. No total, 5.586 veículos RR foram entregues globalmente, que é o máximo que a famosa empresa britânica já entregou em seus 117 anos de história. Este número também representa o recorde de vendas em todos os tempos em regiões importantes, como Américas, Ásia-Pacífico e China, de acordo com a empresa.

A demanda tem sido especialmente forte para o novo Rolls-Royce Ghost Black Badge, bem como o SUV Cullinan SUV, no qual os clientes estão gastando muito dinheiro graças aos programas de personalização, mesmo para os padrões da Rolls-Royce. Isso também destaca outra área de geração de dinheiro para a marca: fabricação sob medida. O ano de 2021 viu as criações sob medida da empresa atingirem níveis recordes, com a fabricante destacando vários produtos especiais, incluindo um acordo com a famosa marca de luxo Hermès e também os encomendado por Beyoncé e Jay Z .

Curiosamente, há uma camada inferior dos super-ricos (ou aqueles que não queriam esperar por seus próprios carros personalizados) também fez grandes compras no ano passado, e o programa de garantia de carros usados da Rolls-Roye -que é basicamente o “Rolls-Royce Certified Pre-Owned”- também registrou vendas recordes de veículos usados ​​no ano passado.

“Este foi um ano verdadeiramente histórico para a Rolls-Royce”, afirmou Torsten Müller-Ötvös, chefão presidente da marca. “Em 12 meses, registramos nossas vendas anuais mais altas de todos os tempos, lançamos a mais recente adição Black Badge, surpreendemjos o mundo com nossas capacidades de construção de carrocerias e fizemos grandes avanços em nosso futuro totalmente elétrico. Como sempre, isso foi possível graças às pessoas extraordinárias da Rolls-Royce, nossa equipe internacional e nossa rede global de revendedores”.  

Isso tudo significa para a indústria automotiva global que as pessoas estão comprando toneladas de Rolls-Royce? Provavelmente, e apesar de ter mais de um século de existência, a marca do luxo definitivo sobre rodas não está apenas sobrevivendo, mas também prosperando. A Rolls-Royce superou as vendas de todas as outras montadoras no segmento de carros acima de US$ 300 mil, o que não é exatamente o mercado de volume, mas é uma área incrivelmente lucrativa da indústria, se você conseguir controlá-la.

Para o futuro da Rolls-Roye (além de muito mais vendas, já que os pedidos já se estendem por quase um ano de espera), é o lançamento de seu novo veículo elétrico, o Spectre, que será revelado ainda este ano e deve chegar ao mercado em 2023.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español