Dodge Viper pode estar perto do fim, para alívio da FCA

Compartilhe!

Cada vez mais descaracterizada em relação às suas origens, a Chrysler parece que vai conseguir agora a tão sonhada boa desculpa para tirar o Viper de linha, o que é uma má notícia para os apreciadores do esportivo norte-americano. O Dodge Viper deverá ser descontinuado por não conseguir cumprir um dos requisitos de segurança impostos pela legislação federal norte-americana. Esta informação foi dada ao site “Motor Trend” por uma fonte da marca, ficando assim explicado o final anunciado da produção deste impressionante carro.

2016-Dodge-Viper-ACR-28-1024x683

O espaço limitado do habitáculo do modelo não permite a instalação de airbags de “cortina”, componente essencial para a homologação dos automóveis segundo as normas norte-americanas (o tal artigo “FMVSS 226”). Até 2017, todos os automóveis fabricados lá terão obrigatoriamente de respeitar a referida lei.

A única hipótese para que o Viper seja mantido vivo pela Chrysler seria por meio de uma reestruturação do modelo, segundo Sergio Marchionne, chefão do Grupo Fiat-Chrysler, a que pertence a marca Dodge. No entanto, Marchionne não comentou essa hipotética alteração no modelo.

Uma outra hipótese para a sua continuidade está na possibilidade do Viper partilhar a plataforma com outros modelos da FCA, como Maserati, Alfa Romeo ou até mesmo Ferrari, com a mesma fonte da Dodge se negando a dar mais detalhes sobre este assunto quando questionado pelos jornalistas.


Compartilhe!
简体中文 简体中文 English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano 日本語 日本語 Português Português Español Español