Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

e-208 GT inicia a eletrificação da Peugeot no Brasil

Compartilhe!

Criado para escrever o capítulo de maior sucesso da Série 200, o novo Peugeot 208 já conquistou diversos prêmios na Europa e no Brasil desde o seu lançamento, em 2020. O hatch foi o grande vencedor do “European Car Of The Year” e, no Brasil, com suas configurações equipadas com motorização flex, os Peugeot estavam meio esquecidos, até surgir a Stellantis em seu caminho.

Agora, para dar continuidade a essa trajetória de sucesso, a marca deu início à comercialização do Peugeot e-208 GT, que entrega esportividade e emoção com um ingrediente especial adicionado à receita: eletrificação. Rápido e divertido de pilotar, o Peugeot 208 passa agora a ser oferecido também na configuração 100% elétrica, marcando o ingresso local da marca num nicho no qual já possui grande “know-how” e ampla atuação no mercado europeu.

A performance do Peugeot e-208 GT é garantida por um motor que entrega 26,5 mkgf de torque imediatose 136 cv de potência, que permite ao modelo acelerar de zero a 100 km/h em apenas 8,3 segundos. Há três modos de condução disponíveis, e a escolha fica a critério de quem está ao volante, de acordo com a necessidade do momento. O modo “Eco” tem como foco a otimização da autonomia; já o “Drive” é indicado para garantir o conforto ideal nos deslocamentos do dia a dia, enquanto o “Sport” prioriza o desempenho, utilizando-se da potência e torque disponíveis.

O câmbio tipo “joystick” dispõe de cinco modos de seleção: P (Park – estacionamento), D (Drive), N (Neutro), R (Ré) e B Mode. Este último atua de modo a garantir regeneração da bateria, otimizando a autonomia do veículo. O condutor pode escolher entre “moderado”, para sensações semelhantes às de um veículo a combustão, e “aumentado”, para uma desaceleração controlada pelo pedal do acelerador.

Com 50 kWh de capacidade, o Peugeot e-208 GT é capaz de percorrer até 340 km com carga completa (ciclo WLTP). O veículo pode ser carregado em tomadas convencionais do tipo residenciais ou em carregadores rápidos por meio de um plug (presente no mesmo local de abastecimento da versão a combustão).

O sistema é composto por um plug Type 2, para corrente alternada (AC), e plug CCS-2, para corrente continua (DC). O carregamento começa imediatamente após a conexão do cabo, e o usuário acompanha o status a partir das luzes indicativas de recarga (branco = abertura para conexão do plug; verde: piscante = em carregamento e fixo = carga completa; vermelho = anomalia/problema na recarga). Para soltar o plug, basta destravar as portas do veículo. 

O e-208 GT pode ter 80% da bateria carregada em menos de 30 minutos, caso o usuário utilize uma estação de recarga de 100 kW (o que, na prática, significa recuperar cerca de 270 km de autonomia); os dados de utilização e consumo da bateria e do powertrain elétrico são ilustrados no painel. A bateria tem oito anos de garantia, com limite de quilometragem de 160 mil km.

Poder de carga Tempo previsto (bateria kW a 80%)

1,8 kW (tomada doméstica) – 24h56

11 kW / 22 kW – 04h03

7,4 kW – 06h02

50 kW – 53 minutos

100 kW – 30 minutos

O Peugeot 208 marcou a estreia da produção de hatchs na plataforma CMP (Common Modular Platform), uma das mais modernas da PSA. Uma das características dessa plataforma é ser multienergia, ou seja, ela pode ser otimizada para versões térmicas e elétricas na mesma linha de produção. Assim, a marca é capaz de manter exatamente o mesmo padrão de equipamentos para toda a linha, garantindo que todo Peugeot 208 disponha dos itens de segurança e de assistência à condução do mais alto nível, qualquer que seja sua motorização.

Isso quer dizer, por exemplo, que mesmo com uma bateria de 220 litros de densidade acoplada debaixo do piso do veículo, a arquitetura da plataforma do e-208 GT permite:

–         Manter o mesmo volume de porta-malas da versão a combustão (311 litros).

–         Espaço frontal e traseiro dos ocupantes idênticos aos da versão a combustão.

–         Excelente posição de dirigir e aplicação das mais modernas tecnologias de assistência à condução.

Para rodar com plena segurança no Brasil, o time local de Engenharia da marca aplicou um conjunto de alterações com reforços específicos para as nossas condições topográficas, climáticas e, principalmente, de pavimentação. Uma delas é o “pacote” para proteção da bateria, com aplicação de chapas metálicas (ao invés de plásticas) em toda a região do assoalho e também na área abaixo do capô. As bandejas de suspensão do e-208 GT ganharam reforços, assim como os pneus, que também tiveram as medidas mantidas, mas aqui são do tipo “run flat”.

O sistema de fixação da bateria de 12 volts também foi levado em conta e recebeu adaptação para garantir funcionamento perfeito e seguro, assim como o sistema de climatização, que sofreu ajustes para obtenção do máximo desempenho térmico mesmo em situações de elevada temperatura ambiente, ampliando o nível de conforto a bordo do veículo.

Peugeot 208 elétrico, o e-208 GT, começa a ser vendido no Brasil

Para a Peugeot, o lançamento de um veículo elétrico não trata apenas da oferta de um novo produto, e sim de todo um ecossistema de mobilidade elétrica pensado para o consumidor. Por isso, a chegada do e-208 GT representa não somente a introdução da eletrificação no portfólio da marca, mas também o pontapé inicial para um importante reposicionamento da empresa no País, que tem entre seus pilares estratégicos o movimento “Move To Electric”.

Novo Peugeot e-208 GT (Brasil) elétrico: fotos, preço, autonomia e consumo

Esse ecossistema engloba uma série de ações para garantir a melhor experiência possível em termos de eletrificação. Para construí-lo a marca fez o mapeamento da jornada da eletrificação, desde a compra até o pós-venda, afim de identificar as principais necessidades e antecipar soluções, garantindo tranquilidade ao cliente. Com isso, a Peugeot traz ao mercado inovação além do produto em si, por meio de uma estrutura específica para o cliente de elétricos, que inclui:

– e-Centers, uma rede de concessionárias estruturada para a apresentação, comercialização e reparos de veículos elétricos;

– Pós-Vendas e Call Center qualificados para garantir excelência na oferta de serviços e de atendimento ao cliente;

– Uma seleção de parceiros homologados e certificados para auxiliar nas demandas que vão além do produto em si, a fim de oferecer a melhor experiência ao consumidor.

PARCEIROS DO ECOSSISTEMA

WEG – O início da comercialização do e-208 GT ilustra bem essa cadeia de recursos, marcando a introdução de importantes parcerias. Uma delas, aliás, está envolvida no benefício especial oferecido pela marca na ação deste lançamento, que dará uma estação de recarga para os 20 primeiros compradores do veículo.

Desenvolvido para uso interno ou externo, em garagem ou estacionamento, o carregador Wemob Wall tem desenho moderno e compacto, ideal para uso em residências e condomínios, em redes monofásicas e bifásicas. Possui conectividade Wi-Fi, LEDs de sinalização, controle de acesso por TAGs, app EV Drivers e funções de medição de energia e smart charging. Com 7,4 kW OU 22 kW de potência, permite recarga rápida da bateria do veículo.

A WEG é a parceria certificada e qualificada da Peugeot para venda e instalação da estação de recarga. Multinacional brasileira, a empresa é uma das maiores fabricantes de equipamentos elétricos do mundo.

ECOVAGAS – Idealizada pela Estapar (maior rede de estacionamentos do País) e pela Enel X (empresa de soluções energéticas da Enel Brasil), a iniciativa chamada de Ecovagas prevê a primeira rede de recarga semipública para veículos híbridos e elétricos do País, e tem o Grupo Stellantis como parceiro. Por meio dessa sinergia, os clientes proprietários de qualquer Peugeot elétrico serão beneficiados com o serviço de recarga nos postos de carregamento elétrico da rede, de forma totalmente gratuita (sem qualquer custo adicional à tarifa de estacionamento do local).

Atualmente a rede conta com 200 postos de recarga, disponíveis para uso de todos os veículos eletrificados com plug padrão americano, tipo 2, amplamente utilizado no mercado brasileiro e compatível com o e-208 GT. Com tecnologia da Enel X, os equipamentos fornecem um carregamento inteligente e atingirão um total de 200 postos ainda este ano.

O foco das instalações são estacionamentos premium administrados pela Estapar em shoppings centers, aeroportos, hospitais, arenas, prédios comerciais e instituições de ensino, além de possíveis novos locais, inclusive fora das operações da Estapar. Na primeira fase, as estações de recargas estão instaladas em 29 cidades em 13 estados, como São Paulo (SP), Guarulhos (SP), Barueri (SP), Rio de Janeiro, Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), Aracaju (SE), Recife (PE), Salvador (BA), Brasília (DF), Campinas (SP) e Fortaleza (CE).

CART & TUPINAMBÁ – Para ter acesso facilitado a rede de eletropostos o cliente contará com suporte da plataforma CART, do Grupo Stellantis, válida dentro e fora da cidade. É mais um “feature” disponível para o e-208 GT, já que funciona por meio de um aplicativo compatível com a central multimídia do carro, permitindo ao usuário buscar postos de recarga nas proximidades com base em sua localização. 

Essa tecnologia de mapeamento dos pontos de recarga é fruto de mais uma parceria firmada, desta vez com a Tupinambá, principal “startup” de infraestrutura de eletromobilidade nacional. Junto com eles, a Peugeot garante a exibição de mais de 750 pontos de recarga por todo o Brasil e, o melhor: todos eles são auditados pela equipe Tupinambá, afim de entender se o equipamento está realmente em funcionamento. É a certeza de se chegar ao ponto de recarga mais próximo com a garantia de que ele estará em funcionamento.

Isso quer dizer que, ao comprar um e-208 GT, o cliente Peugeot estará adquirindo também uma série de facilidades para tornar sua experiência com a eletrificação agradável e completa.

Peugeot e-208 GT estreia no Brasil por R$ 244.990 - Revista Carro

O preço do Peugeot e-208 GT é de R$ 244.990. Vai brigar, entre outros, com os também “eco-friendly” Mini Cooper S E (R$ 239.990 ), Fiat 500e (R$ 239.990) e Renault Zoe E-Tech (R$ 204.990).

Teste do Peugeot e-208 GT - Com os dentes bem afiados

Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español