Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

E o automóvel chega aos 130 anos

Compartilhe!

A invenção do automóvel tem uma data “oficial”: 29 de janeiro de 1886. Foi naquele dia, há muito mais de um século, que Carl Benz registrou a patente do seu “veículo com motor a gasolina”. De forma curiosa, pouco mais tarde, no mesmo ano, sem qualquer relação com Benz, Gottlieb Daimler construiu o seu veículo motorizado. Desta forma, o ano de 1886 marcou o início de uma longa história de sucesso da Mercedes-Benz, que soma 130 anos.

Carl-Benz-1024x870

A certidão de nascimento do automóvel possui o número DRP 37435. Foi essa a referência da patente de um “veículo com motor a gasolina” que o engenheiro de Mannheim, na Alemanha, Carl Benz, registrou em 29 de janeiro de 1886, no German Imperial Patent Office, de Berlim.

Este documento, já com 130 anos, é a prova do espírito inovador, da criatividade e da visão empreendedora de Carl Benz. Desde 2011 a patente faz parte do Registo da Memória do Mundo da UNESCO, que também inclui a Bíblia de Guttenberg, a Magna Carta e a obra Mass em B Menor de Johann Sebastian Bach.

Carl Benz desenvolveu o primeiro automóvel do mundo em 1885. Para isso, instalou um motor monocilíndrico de quatro tempos de baixa rotação (954 cm3 de cilindrada com uma potência de 0,75 cv a 400 rpm) disposto na horizontal num chassis construído especialmente para a instalação desse motor. A velocidade máxima era de 16 km/h. Este veículo motorizado de três rodas foi novidade absoluta em nível mundial: um veículo totalmente independente e com propulsão própria, alimentado por um motor de combustão interna.

O veículo motorizado foi apresentado ao público em 3 de julho de 1886 na Ringstrasse, em Mannheim. No entanto, foi a viagem de longa distância de ida e volta entre Mannheim e Pforzheim, em 1888, no patenteado e aperfeiçoado veículo Modelo III, que serviu para demonstrar totalmente a aptidão do automóvel para ser utilizado no dia-a-dia.

Essa viagem não foi realizada pelo próprio Carl Benz, mas sim pela sua esposa Bertha. Numa destemida demonstração de confiança na invenção do seu marido -que tinha registrado a patente em 29 de janeiro de 1886- Bertha Benz foi acompanhada pelos seus filhos Eugen e Richard, sem o conhecimento do inventor, ao volante na primeira viagem de longa distância da história do automóvel em agosto de 1888.

Bertha e os seus filhos provaram desta forma a eficiência em nível técnico do conceito de um veículo motorizado. Ao mesmo tempo, demonstraram na prática a aplicação típica de um veículo leve de passageiros, que atualmente ainda se mantém. Esta característica foi definida por Carl Benz na sua patente quando se referiu ao “funcionamento principalmente de carruagens leves para o transporte de um a quatro passageiros”.

Junto com o veículo motorizado de Gottlieb Daimler, que foi desenvolvido também em 1886, o veículo motorizado e patenteado de Carl Benz é o primeiro veículo em exposição que os visitantes poderão encontrar no início de suas visitas ao museu da Mercedes-Benz, em Stutttgart. O Museu celebra o seu décimo aniversário em 2016, tendo recebido até hojeà  mais de sete milhões de visitantes.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español