Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

É SÉRIO: PEDÁGIO VAI SER REDUZIDO EM SP

Compartilhe!

pedagio-parana

Parece brincadeira de 1º. de abril, mas não é, afinal estamos no dia 9. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), decidiu reduzir as tarifas de pedágio nas rodovias de São Paulo administradas pela iniciativa privada. O percentual de redução vai depender de cada contrato, mas vai variar de 10% a 20%.

O acordo foi fechado nos últimos dias com duas das principais empresas que controlam rodovias paulistas, entre elas Imigrantes, Anchieta, Anhanguera, Bandeirantes e Castello Branco. As tratativas com as demais concessionárias também estão em fase final de ajustes.

Essa reformulação dos contratos com as concessionárias foi uma das principais promessas da campanha que elegeu Alckmin em 2010, e até agora não passava de conversa fiada.

 A data em que passará a vigorar as novas tarifas ainda não foi estabelecida, mas poderá acontecer já em maio, pois depende de algumas pendências jurídicas para ser viabilizada. O corte nas tarifas de pedágio é uma das armas do governador tucano para tentar neutralizar críticas ao morno governo do PSDB em SP.

A redução das tarifas foi acelerada após medidas populares da presidente Dilma Rousseff (PT) para desonerar vários setores, como a da energia elétrica e a da cesta básica, e também do prefeito da cidade de São Paulo, Fernando Haddad (PT), que está tentando eliminar o Controlar e alterar as multas de rodízio.

Uma preocupação do governo, de caráter meramente político, é que os reajustes dos pedágios costumam ser anunciados no final do mês de junho de cada ano, e para o governador não interessa reduzir e depois aumentar os valores do pedágio.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español