Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

ECOLOGY: O UNO “VERDE”

Compartilhe!

Plásticos sem pintura facilitam a reciclagem.

Mostrado no lançamento do Novo Uno, o modelo não chamou muita atenção, encoberto pela apresentação da novidade. No II Forum Abiauto, que aconteceu ontem (21/08) o concept Uno Ecology apereceu mais uma vez, e desta vez recebeu a atençao que merece. O carro é focado em soluções ecológicas, sustentáveis e com menos impacto ambiental.

Vidros receberam película escurecedora especial.

O projeto deste conceito baseado no Novo Uno continua em constante desenvolvimento, como uma espécie de laboratório permanente na busca soluções sustentáveis.

Células no teto-solar ajudam a recarregar a bateria.

Buscando novas tecnologias, a área de Inovação da Fiat tem como um de seus objetivos desenvolver soluções de mobilidade com materiais alternativos, reutilizáveis e não poluentes para serem aplicadas nos modelos futuro da marca.

No interior, material PET e bagaço de cana.

A área de Inovação faz parte do Centro de Desenvolvimento Giovanni Agnelli, localizado em Betim (MG) e com uma equipe de quase 1.000 profissionais dedicados ao desenvolvimento de novos produtos e tecnologias no Brasil.

 

Confira as novas tecnologias usadas neste conceito.

 

Motor 1.0 calibrado para consumir apenas Etanol (E100) – Visando obter o máximo de desempenho do ponto de vista de eficiência energética do etanol, a Fiat Powertrain desenvolveu um motor protótipo para utilização com 100% de etanol. Além de ser combustível renovável, é uma alternativa técnica e economicamente viável, que traz a vantagem de proporcionar menos emissões de CO2 ao ser comparado com um motor que utiliza apenas gasolina. Isso considerando, claro, todo o ciclo do plantio da cana-de-açúcar -passando pelo seu crescimento- onde absorve CO2 durante a fotossíntese.

 

Peças plásticas com bagaço de cana-de-açúcar – Vários componentes utilizam o bagaço de cana oriundo da produção do etanol e do açúcar, o que permitiu -nestas peças protótipo- a redução de peso em torno de 8% em relação a uma peça convencional, além da recuperação energética plena quando no final do ciclo de vida. Os materiais utilizados são renováveis e recicláveis

 

Bancos em fibra de côco e látex – O uso desse tipo de material é inyeressante, pois suas características são a origem renovável, é permeável ao ar, anti-fungo, reciclável, biodegradável e de forte cunho social por utilizar o trabalho de cooperativas. A utilização dos bancos em fibra de coco e látex evita o uso de aproximadamente 7 quilos de poliuretano (substância derivada do petróleo) no veículo.

PET Reciclado – O Uno Ecology ainda traz revestimento dos bancos e tapetes com tecidos a partir de PET reciclado; utiliza-se cerca de 30 garrafas por veículo.

Vale acrescentar que estas pesquisas podem representar uma substituição de quilos de matérias prima que hoje têm como a origem o petróleo por fontes renováveis. O Uno Ecology trouxe diversas modificações de fibras sustentáveis no lugar das derivadas de petróleo: sete quilos de espuma de poliuretano substituídos por fibra de coco e outros cinco quilos de fibra de vidro (que tem elevada utilização de petróleo em seu processo de transformação) substituídos pela fibra de cana de açúcar. Outros 4,5 quilos de tecido nos assentos e carpete foram substituídos por fibras de garrafas PET recicladas. No total, foram 16,5 quilos de material renovável aplicados no protótipo.

 

Teto Solar Fotovoltaico – Semelhante ao Sky Dome usado em outroos modelos da Fiat, ele possui células fotovoltaicas no painel posterior que auxilia na carga da bateria, reduzindo a necessidade de geração de energia por parte do motor e, consequentemente, economizando combustível; este teto foi projetado para gerar potência elétrica de 35Wp (Watts em pico)

 

Película anti Infra-Vermelho – Como a radiação infra-vermelho é a que transmite calor, a utilização da película permite que o ar condicionado seja acionado em menor intensidade (exemplo: poderia trabalhar na posição 1 ao invés da posição 3). Isso representa uma economia estimada de até 1% em consumo de combustível em relação à utilização do ar condicionado em máxima potência, mantendo mesma temperatura.

 

Além disso, outras duas das tecnologias que favorecem economia de combustível, estão presentes neste conceito:

Start-stop – Tecnologia que desliga o motor do veículo quando este para num semáforo e religa automaticamente o motor quando o pedal da embreagem for acionado. Isso gera economia de combustível em torno de 5% em trânsito urbano.

 

TPMS (Tyre Pressure Monitoring System) – Informa ao motorista, por meio de um sinal luminoso, se há algum pneu com pressão abaixo do especificado, auxiliando no baixo consumo do veículo. Pneus mal calibrados podem resultar em aumento de até 5% no consumo de combustível. Esta tecnologia já está sendo usada no Fiat Bravo.

 

 

 


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *