Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Elétricos e híbridos batem recordes de vendas na Europa

Compartilhe!

As vendas de modelos “eletrificados” -elétricos e híbridos- cresceram 37,6% no primeiro quadrimestre deste ano na Europa, atingindo o melhor resultado de todos os tempos.

renault-zoe-b10-rechargez-vous-simplement-02

Segundo dados da European Automobile Manufacturers Association, a Anfavea deles, as vendas de elétricos e híbridos novos continua crescendo na Europa, superando inclusive o mercado norte-americano. Durante o primeiro quadrimestre de 2017, no Velho Continente a procura de modelos da categoria AFV (Alternative Fuel Vehicles) equivaleu a 212.945 unidades, o que significa crescimento de 37,6%. A Espanha é o mercado onde o crescimento foi mais acentuado, com mais 87% de AFV.

Em 2016, elétricos e híbridos plug-in cresceram 7% na Europa. Segundo a imprensa local, o Renault Zoe (na foto) foi o best-seller entre os elétricos, com 21.240 unidades, seguido do Nissan Leaf, com 18.210. Nos híbridos plug-in, o Mitsubishi Outlander PHEV reinou soberano com 21.318 unidades comercializadas, seguido do VW Passat GTE, com 13.110.

O mais impressionante não é isso. O que causa profunda estranheza é que esse assunto no Brasil continua sendo desprezado pelas montadoras e pelo governo. Bastaria, por exemplo, normatizar que os governos federal, estadual e municipal só iriam incorporar às suas frotas modelos elétricos e híbridos para que as montadoras mudassem de posição (fica aí a idéia). Nessa baladinha, daqui há poucos anos os carros elétricos e híbridos irão dominar o mercado internacional, e por aqui teremos que nos contentar com o supra-sumo da tenologia “três cilindros flex”. Pode apostar.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español