Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Escândalo VW: agora é a vez do CO2 em vários motores

Compartilhe!

Mais um capítulo na interminável e surpreendente novela “Escândalo Volkswagen”. Agora são mais 800,000 carros envolvidos, desta vez com os testes de emissões de CO2. A marca estima que isso custará mais US$ 2,2 bilhões para ser reparado. A Volkswagen fez um comunicado oficial sem mencionar quais são os motores envolvidos, onde foram aplicados e em quais mercados estão rodando. 

2015-10-24T104248Z_1_LYNXNPEB9N051_RTROPTP_3_VOLKSWAGEN-EMISSIONS

A VW descobriu o problema durante as investigações internas que vem fazendo: “percebemos que os níveis de emissões de CO2 e de consumo de combustível em alguns modelos foram alterados para menos durante os testes de emissões”. Alguns dos carros afetados são com motores a diesel e agora a marca “vai entrar em contato com as agências reguladoras e responsáveis por estes testes”. Uma forma de antecipar as denúncias e reduzir o volume de multas.

Mesmo com a  VW não confirmando ainda quais modelos e motores envolvidos nesse novo problema, a Automotive News descobriu que estão sob suspeita vários modelos 2012 e de de anos anteriores da Volkswagen, Audi, Seat e Skoda, com motores 1.4, 1.6 e 2.0 diesel, e ainda o 1.4 ACT a gasolina. Os carros afetados foram vendidos, em sua maioria, na Europa.

Jeannine Ginnivan, porta-voz do VW Group of America, afirmou que a questão não está relacionada com carros vendidos nos Estados Unidos.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español