Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Escândalo VW: chefão da VW nos EUA vai depor no Congresso

Compartilhe!

O presidente do Grupo Volkswagen nos Estados Unidos, Michael Horn, vai testemunhar amanhã, quinta-feira (08/10), perante o Comité de Energia e Comércio da Câmara de Representantes do Congresso norte-americano sobre a manipulação de emissões de motores Diesel da marca. Dois altos funcionários da Agência de Proteção Ambiental (EPA), o organismo que revelou a fraude também foram chamados a prestar declarações.

Michael-Horn

A presença de Horn, que se desculpou publicamente pela atuação da empresa, será a primeira audição de um alto executivo da VW perante os legisladores norte-americanos. A Volkswagen já enfrenta numerosos processos coletivos nos Estados Unidos e investigações de várias agências governamentais.

Depois da revelação que a VW manipulou com um software os testes de emissões em cerca de 480 mil veículos vendidos nos Estados Unidos entre 2009 e 2015, o então chefão do Grupo, Martin Winterkorn, demitiu-se do cargo, ainda que recusando qualquer responsabilidade no escândalo.

Deste processo também a imagem da EPA saiu afetada, já que durante anos foi incapaz de descobrir a manipulação até que um grupo independente, ligado a uma universidade, testou vários automóveis a diesel e comunicou ao organismo as discrepâncias entre os números oficiais e os obtidos em uso real.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español