Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Especial: o melhor do Salão do Automóvel 2014

Compartilhe!

O Salão Internacional do Automóvel foi aberto ao público na última quinta-feira (30/10), no Anhembi, em São Paulo, e chegou à sua 28ª edição. A mostra conta com 84 expositores e 41 marcas, além de diversas atrações para os “petrolheads”, incluindo test-drives.

Salão-do-automóvel-SP

Segundo a empresa organizadora, cerca de 750 mil pessoas devem visitar a mostra até o dia 9 de novembro. Público semelhante ao de edições anteriores, pois o Anhembi não comporta público maior que esse. Pode apostar: calor e superlotação serão as maiores queixas dos visitantes. A organização até instalou 145 aparelhos de ar condicionado no Pavilhão de Exposições, como tentativa de baixar a temperatura de 4 a 10 graus, mas nos dias de imprensa, com poucas pessoas, o recurso se mostrou insuficiente.

Cinco marcas estão promovendo test-drives de seus carros. A Audi disponibilizou toda a linha esportiva RS para que o público possa dirigir. O ponto de encontro é em frente ao hotel Holliday Inn. Também haverá test-drive de modelos da Land Rover, Jeep, Toyota e da Lexus.

Confira as principais atrações deste Salão do Automóvel de São Paulo:

CHEVROLET

Com sua linha renovada no ano passado, a General Motors foi a montadora –das quatro grandes- que menos precisou modificar seus carros durante 2014. Por isso, não eram esperadas grandes novidades para o Salão de São Paulo deste ano. Para compensar, expôs um Corvette 1961 e um Stingray 2014, mais um Camaro Z28.

Mas o carro que mais chamou atenção no seu estande foi o Cruze reestilizado, hatch e sedã. A dianteira foi a área que recebeu o facelift, e o novo visual segue o do modelo vendido nos Estados Unidos. Foram feitas mudanças na grade, apliques cromados no pára-choques e os faróis foram modificado; há agora LEDs diurnos.

gm2 gm3 gm4 gm5 gm6 gm7 gm8

O novo Cruze também ganhou acabamento interior mais sofisticado na versão LTZ, com couro sintético em dois tons e costura pespontada, além de partida remota, como no Malibu. O motor continua é o mesmo eficiente Ecotec 1.8 flex, de 144 cv (com etanol), e transmissão manual ou automática de seis marchas.

A GM não economizou na festa, e a lista de celebridades que participaram da abertura do estande foi de causar inveja: Rodrigo Faro e Otaviano Costa (apresentadores de TV), Thaíde (rapper), Deise Cipriano (cantora do grupo Fat Family), Emerson Fittipaldi e até o presidente da Confederação Brasileira de Futebol, José Maria Marín, pois a Chevrolet agora é patrocinadora da entidade.

Outra novidade é a minivan Spin, que ganhou versão aventureira, a Activ: faróis com máscara preta, lanternas escurecidas, apliques nas bordas dos pára-lamas, pára-choques redesenhados, rodas aro 16, saias laterais e adesivos decorativos. Por dentro, detalhes em prata no painel, revestimentos em preto e tecido com desenho exclusivo. Não podia faltar o estepe posicionado externamente, na tampa do porta-malas.

O conjunto mecânico continua o mesmo: motor EconoFlex 1.8 de 108 cv (etanol) e câmbio manual ou automático de seis marchas. O lançamento oficial de Spin Active e Cruze será ainda em novembro.

Junto com o novo Corvette Stingray e o Corvette 1961, estava uma versão Z28 do Camaro (que não deverá ser trazida para o Brasil). Tanto o Corvette como o Z28 são carros muito baixos, a retrabalhar a suspensão para que possam circular no Brasil é inviável, pois comprometeria a estabilidade.

Estavam expostos ainda duas versões conceituais do Onix, a Track Day, equipada com o mesmo motor 1.8 do Cruze, e a Effect, com mudanças apenas no visual; a pickup S10 High Country, que deve dar origem a uma nova versão top de linha, e um Cobalt sem nome específico.

LAND ROVER

A Jaguar Land Rover, empresa controlada pela indiana Tata, confirmou seus planos para voltar a produzir no Brasil: o Discovery Sport será o primeiro modelo a ser produzido na futura fábrica de Itatiaia (RJ), em 2016. O novo modelo de entrada da marca substitui o Freelander 2 e terá preço a partir de R$ 180 mil. Antes do nacional, o Discovery Sport será importado já no início de 2015.

Como todos os novos SUVs da empresa, o Discovery Sport lembra as linhas do Evoque, com faróis sofisticados e uso de LEDs. A diferença está no porte, pois o Sport é maior que o Evoque e menor que o Discovery hoje em produção. Apesar de maior, o preço será menor que o do Evoque (que começa em R$ 193.500). O motor será o mesmo Ford 2.0 turbo de 240 cv do Evoque, além do 2.2 turbodiesel de 190 cv. O câmbio é o ZF automático de nove marchas.

landrover

Já o Jaguar XE é o maior destaque do estande da empresa, e em breve será o modelo mais barato da marca em todo o mundo. Dividindo o estande com a Land Rover, a Jaguar teve como maior atração o novo sedã de entrada XE, que desembarca aqui no ano que vem para substituir o S-Type e tentar enfrentar concorrentes como Mercedes-Benz Classe C, BMW Série 3 e Audi A4.

Com capô longo e linhas aerodinâmicas, o XE tem 75% da carroceria feita de em alumínio, opção de motor V6 de 340 cv com supercharger, câmbio automático de oito marchas e tração traseira São cinco versões de acabamento

JAC

A principal atração da chinesa JAC é seu SUV T6. O modelo será vendido por R$ 69.990. O preço é praticamente o mesmo de concorrentes de menor porte, incluindo Ford EcoSport (R$ 69.690), Renault Duster (R$ 61.750) e Chevrolet Tracker (R$ 69.190). Outra atração é SUV compacto T5, por isso o T6 vai disputar mercado com modelos mais sofisticados e caros, como VW Tiguan,  Hyundai ix35, Kia Sportage e Honda CR-V, entre outros, que custam na faixa dos R$ 90 mil.

jac jac2 jac3 jac4

O T6 será vendido de início na versão 2.0 16V Flex, de 160 cv (com etanol) e câmbio manual de cinco marchas. Segundo a JAC, as primeiras unidades serão entregues em dezembro.

No segundo semestre de 2015 o T6 ganhará motor turbo de 180 cv e transmissão automática. Com os opcionais disponíveis –revestimento de couro, multimídia e pintura metálica– seu preço vai para R$ 76.540. Mesmo assim, o modelo custará por cerca de R$ 15 mil a menos que seus concorrentes diretos.

NISSAN

A Nissan anunciou que o New Versa será produzido no Brasil, na fábrica de Resende, no Rio de Janeiro. O sedã será o segundo modelo da marca japonesa a ser nacionalizado (o primeiro é o New March) e chegará às ruas ainda no primeiro semestre de 2015.

O Versa é um dos carros mais baratos do mercado norte-americano, começando em US$ 9.999. Resta saber a quanto será vendido no Brasil. Mas ao que tudo indica, o New Versa será posicionado acima do Versa atual. O preço será revelado só no seu lançamento.

Mostrado pela primeira vez no Salão de Nova Iorque, em abril último, as principais mudanças são na parte estéticas, como a grade frontal. O motor é o 1.6 16V flex com câmbio manual de cinco marchas, enquanto as rodas são de liga leve aro 16. Há ainda novos itens como volante multifuncional, conexão por Bluetooth e sistema de conectividade NissanConnect.

RENAULT

A grande atração da Renault poderia ser a Lotus 94T, que deu a primeira vitória a Ayrton Senna, mas é a Duster Oroch, conceito da pickup de cabine dupla e caçamba curta que roubou a cena.

A Renault confirma assim seu interesse em ter uma pick-up maior que a Fiat Strada, quase do mesmo tamanho das médias e que serve principalmente para uso menos comercial. O modelo foi desenvolvido no Brasil. Oroch é referência a auroque, parente distante do bisão.

renaullt2 renault3 renault4

O desenho da Oroch surpreende, e tudo indica que sua produção não deve demorar; pode até estar escondendo o próximo facelift do Duster.

A lateral apresenta bordas dos pára-lamas e estribos grandes, mais maçanetas embutidas. Já aberturas de ar no capô, câmeras no “santantonio”, teto de vidro e aplique em forma de escamas no vidro traseiro não serão vistos no modelo de produção, diferente das rodas aro 16 e pneus 255/60.

lotus5 renault renault1

Por dentro, a Oroch tem comandos digitais (que devem dar lugar a botões e teclas convencionais) e instrumentos e revestimentos em vermelho, que não devem ir além desse showcar.

A Renault mostra ainda o aventureiro Sandero Stepway, que já está sendo vendido por R$ 52.140; o facelift do eficiente sedã argentino Fluence, com nova frente, mais cromados, luzes diurnas de LEDs, grade diferente e lanternas traseiras com LEDs e interior revisto, e o esportivo Mégane RS, de 265 cv, sem previsão de chegar ao mercado.

AUDI

A Audi montou um belo estande no Salão de São Paulo, com 23 produtos. O principal lançamento da marca no Salão é a nova geração do TT, roadster com teto retrátil. Tem motor 2.0 FSI de 270 cv e acelerar de zero a 100 km/h em 5,6 com velocidade máxima de 250 km/h. O modelo será lançado aqui apenas no segundo semestre de 2015.

Outra novidade da Audi que vem para o nosso mercado é o híbrido A3 e-tron, que usa motor 1.4 TFSI a gasolina e outro elétrico, com consumo de até 66 km/litro. É um híbrido plug-in, que pode ser recarregado em tomadas convencionais. Será lançado no País até o final de 2015.

audi audi2 audi4

Toda linha esportiva RS atual está exposta: RS Q3, RS4, RS5, RS7 e RS6 Avant (a wagon mais rápida do mundo, capaz de alcançar 305 km/h). Os modelos esportivos intermediários, da série S, também estão presentes no Salão.

A marca também confirmou que a versão nacional do A3 Sedan terá opção de motores flex. Esse será o primeiro veículo flex desenvolvido pela Audi, e a produção começa no segundo semestre 2015.

A marca trouxe diversos conceitos, que são figurinhas carimbadas em  Salões pelo mundo afora. O principal é o TT Offroad, o SUV do TT com carroceria quatro portas e suspensão alta. A dupla Urban e Urban Cabriolet são idéias de carros urbanos, e com motor elétrico, são compactos e muito leves, com cerca de 480 kg apenas. Usam em suas construções materiais como alumínio e fibra de carbono.

Para quem gosta de velocidade, uma atração é R18 e-tron, atual vencedor da “24 Horas de Le Mans”. Com motor a diesel e eletricidade, é um dos carros de competição mais avançados do mundo.

VOLKSWAGEN

A Volkswagen preparou 13 novidades para o evento, e seis delas foram antecipadas aos jornalistas dias antes: Jetta 2015 (que será nacional), SpaceFox, SpaceCross, Fox Pepper, Saveiro Surf e Amarok Dark Label.

Completou a lista com os sete modelos restantes: o cross up! (versão aventureira do up!); a Golf Variant R-Line, que antes era vendida como Jetta Variant; e o conceito de SUV compacto T-Roc.

vw3 vw6 vw7

O cross up! chega às lojas agora no começo de novembro (por R$ 38.040), e mantém o mesmo conjunto mecânico -motor 1.0 MPI de 75/82 cv (gasolina/etanol) e câmbio manual ou automatizado de cinco marchas- mais muitos itens estéticos para garantir o visual aventureiro. Mas só o visual.

A wagon Golf Variant estará no Brasil no primeiro semestre de 2015, mas a versão que estará disponível nas lojas não será a R-Line. Quem se entusiasmou com detalhes esportivos como fibra de carbono, bancos esportivos e rodas aro 18 vai ter que se contentar com menos. O motor será o 1.4 turbo, com câmbio automatizado de dupla embreagem e sete marchas.

O conceito T-Roc, que foi mostrado pela primeira vez no Salão de Genebra deste ano, tem boas chances de ser o SUV pequeno da VW, posicionado abaixo do Tiguan, e com boas chances de frequentar o mercado brasileiro.

A grade em forma de colméia, os faróis afilados, luzes de neblina generosas, teto removível, rodas aro 19 e duas portas reforçam sua pretensão esportiva. O motor de quatro cilindros diesel é turbo, de 184 cavalos, com tração integral. Tudo montado na plataforma modular MQB da Volkswagen.

De resto, muitas versões e séries especiais de modelos existentes, como o Cross Fox, Touareg R-Line, Fusca GSR e Golf GTE ( 100% elétrica).

FIAT

Quem esperava a nova pick-up quase média da Fiat, viu o “cupê conceito” FCC4. O modelo foi desenvolvido no Brasil, e esconde apenas algumas das formas finais da pick-up; o desenho é inviável, mas faróis, grades e apliques laterais serão usados no modelo final.

A nova pickup não competirá com Chevrolet S10, Ford Ranger ou Toyota Hilux. Ela será menor, mais baixa e usará a parte mecânica do Jeep Renegade, incluindo tração dianteira. Vai brigar direto com a nova pick-up Duster, da Renault, e terá capacidade de carga de 700 kg.

fiat3 fiat4 fiat5 fiat8 fiat9 fiat10 fiat11 fiat12 fiat15

A Fiat também mostrou duas novidades que chegam ao mercado nacional até o final deste ano. A primeira é o 500 Abarth, versão esportiva do simpático carrinho. O modelo será importado com motor turbo 1.4 de 167 cv e 23 mkgf, capaz de acelerar de zero a 100 km/h em 6,9 segundos.

Com estilo agressivo, o 500 Abarth tem saída dupla cromada de escapamento, faróis especiais, rodas de liga-leve aro 16, faixas laterais, retrovisores externos com coberturas exclusivas, bancos “concha”, painel com manômetro do turbo e revestimento de couro nos bancos, volante e manopla de câmbio, tudo com costuras vermelhas. Deve chegar ainda em novembro, sem preço definido.

Outra novidade é o Bravo 2015, que ficou mais esportivo: faróis redesenhados, nova grade, tomada de ar inferior e alojamento dos faróis de neblina redesenhados foram algumas das mudanças. Na traseira, mudanças no para-choque e lanternas. Os motores continuam os mesmos 1.8 e 1.4 T-Jet turbo.

Há ainda um novo sistema multimídia, com conexão para smartphones, GPS e câmera de ré. Apesar disso tudo, a Fiat afirma que o Bravo 2015 vai chegar às revendedoras em dezembro, com preços semelhantes aos atuais (a partir de R$ 57.180).

CITROËN

A Citroën exibe várias novidades que serão introduzidas nos próximos meses, além de conceitos e estudos de estilo desenvolvidos aqui. Estreou ainda a DS como marca independente. Uma atração é o C4 Lounge top de linha, agora equipado com o motor THP turbo flex.

cit

O C4 Lounge THP Flex é o primeiro carro de seu segmento equipado com motor turbo de injeção direta flex. Com etanol, tem 173 cv de potência máxima, 8 cv a mais do que com gasolina. Tem ainda seis airbags, controle eletrônico de estabilidade, multimídia com tela de 7 polegadas/GPS/câmera de ré, botão de partida start/stop e sistema keyless, ar-condicionado bizone e painel de instrumentos personalizável, entre outros.

Mas a maior novidade é a nova geração da minivan C4 Picasso, que chega no primeiro semestre de 2015. Por dentro, a minivan oferece teto panorâmico com cortina elétrica, tela de 12 polegadas e Visão 360º (com quatro câmeras ao redor do carro). Há ainda seis airbags, cintos de segurança ativos, assistente de estacionamento e cruise control.

O Cactus não foi trazido em sua versão de produção, e sim ainda como conceito. Uma ppena, pois é a aposta da marca no segmento de SUVs pequenos. Em todo caso, tem os Airbumps, bolsas de ar laterais para proteger a carroceria de pequenas colisões.

O C3 tem séries especiais, como a Parisian Vintage, inspirada no mundo da moda, com rodas aro 18 Hobart. O AirCross, em parceria com a marca Salomon, tem no Salão uma série especial limitada de 470 unidades, que chega às concessionárias em novembro. A novidade traz como diferencial as rodas Ashera aro 16, capa do estepe de couro com o logotipo Salomon, adesivos nos para-lamas e rack de teto.

Já o AirCross Lunar tem pintura com uma tinta microtexturizada na cor “Moon sparkle”, detalhes na cor cinza Sirocco Anodizado e Azul Havaí, cromados, adesivos na carroceria e rodas aro 15, entre outros. Tem ainda rack no teto, protetores e um galão de combustível posicionado no lugar do estepe na tampa traseira. As inscrições em branco, como as dos pneus, bagageiro e carroceria, brilham no escuro.

O C4 Lounge estréia um conceito, a Sport White, com com rodas aro 19, lanternas escurecidas, spoiler e adesivos que imitam textura de fibra de carbono. A pintura é na cor Blanc Nacré (branco perolizado) com verniz acetinado. O interior tem acabamento em preto e cinza de couro na mesma textura usada na fabricação de bolsas femininas, e tapetes feitos em couro e pele de ovelha.

Em termos de tecnologia, o novo C3 Hybrid Air foi trazido da França e se destaca por usar motor a gasolina e ar comprimido, que faz cerca de 35 km/litro. O sistema pode operar em três modos: Air, ativo até 70 km/h; a gasolina ou combinado, quando o sistema de ar comprimido contribui nas acelerações e retomadas.

 TOYOTA

Pronta a ser renovada, as Toyota Hilux e SW4 tem poucas novidades no Salão do Automóvel. A pick-up ganhou a versão especial Limited Edition, baseada no modelo SRV Top Diesel 4×4. Nas cores preto e branco, terá apenas 3.000 unidades produzidas.

toyota1 toyota5

A Hilux Limited Edition tem pára-choques em preto e cinza, novas rodas aro 17 preto fosco, adesivos, “santantônio” cromado e capota marítima. Por dentro, soleiras das portas cromadas e tapetes especiais.

Já a Toyota SW4 2015 tem a versão SR Flexfuel com sete lugares. Até agora, equipada com motor 2.7 flex tinha capacidade para apenas cinco pessoas. Com isso, a SUV conta agora com seis versões. A SRV Diesel com sete lugares tem agora opção de acabamento interno em preto e bege.

 FORD

E lá se vai meio século, ou 50 anos, em que a Ford pensa, pensa e não decide se traz ou não o Mustang para o Brasil. Mas agora parece que a coisa vai, e o lançamento do Mustang no mercado brasileiro é praticamente certo. A Ford precisa ajustar seu plano de vendas do carro com as variações do dólar.

Os Mustang que estavam no estande da marca eram GT -conversível preto e cupê azul- com motor 5.0V8 de 435 cv, que junto com o cupê deve ser a opção que será importada. Na verdade o lançamento era esperado para o Salão, mas deve acontecer no próximo ano.

Para o público, os novos Ka foram os únicos lançamentos da Ford no evento: o Ka com motor 1.5 e o Ka+ (sedã) com motor 1.0. Os dois já estão à venda com preços a partir de R$ 40.390 (hatch) e R$ 37.890 (sedã). De resto, a marca fez mudanças no conteúdo de alguns produtos.

A pickup Ranger, por exemplo, agora pode ser equipada com o multimídia SYNC com touchscreen, GPS e Bluetooth, enquanto o sedã Fusion 2015 ganhou cintos de segurança infláveis e bancos arrefecidos.

A nova geração do SUV Edge já foi apresentada em outros mercados, mas a Ford está expondo o Egde Concept, que antecipa o desenho e tecnologias da versão final do modelo. Nenhuma pista sobre quando o novo Edge estréia no País, apesar de que a versão atual está prestes a sair de linha no Canadá, de onde é trazido.

De resto, três modelos customizados do EcoSport. O mais interessante é o inspirado na pickup F-150 Raptor, com a grade frontal mais larga, rodas escurecidas e o nome “FORD” estampado no pára-choque dianteiro.

PORSCHE

Meio esquecido depois do lançamento do Macan, a SUV Cayenne volta a chamar atenção entre os Porsche. A marca alemã está expondo a linha 2015 do SUV, com mudanças no visual e na parte interna. O modelo será vendido primeiro na versão Turbo, com preço de R$ 679 mil. Para o primeiro semestre do a no que vem deve chegar o S.

O Cayenne Turbo 2015 teve os faróis redesenhado, agora com o Porsche Dynamic Light System, capô com novo desenho, grade e pára-choques revistos. Na traseira, o modelo traz ainda outras lanternas e nova tampa do porta-malas. O volante é semelhante ao usado no 918 Spyder, enquanto os bancos são também novos.

porsche porsche3

O motor é o 4.8V8 biturbo de 527 cv de potência máxima a 6.000 rpm, e 76,5 mkgf de torque máximo entre 2.250 e 4.000 rpm. Com isso, vai de zero a 100 km/h em 4,5 segundos e atinge máxima de 279 km/h.

Além do novo Cayenne, a Porsche exibiu novas versões de seus cobiçados modelos, entre elas dois 911 conversíveis. O 911 Turbo S Cabriolet é o “mais rápido conversível vendido no Brasil”, segundo a marca”, capaz de ir de zero a 100 km/h em 3,2 segundos e chegar aos 318 km/h de velocidade final, tudo isso por conta do motor 3.8 de 560 cv de potência.

Já o Targa 4S é mais interessante ainda, e seu mecanismo de abertura e fechamento do teto precisa de poucos segundos para executar as operações. O 4S tem motor 3.8 de 400 cv e câmbio de dupla embreagem e tração integral.

HONDA

Acabou o mistério. A Honda não se limitou a mostrar o novo SUV compacto nacional HR-V (que muitos apostavam que iria se chamar Vezel) no Salão.

Pouco dependente da inauguração da nova fábrica em Itirapina (SP), que só fica pronta em 2016, o Honda HR-V começará a ser fabricado em Sumaré (SP), junto com Civic, City e Fit. É a aposta da Honda para o segmento dos SUVs pequenos. Divide plataforma com os novos Fit e City, mas o motor será o 1.8 i-VTEC flex do Civic LXS com câmbio CVT de sete marchas e tração dianteira.

honda honda2 honda3 honda4

O jipinho não vai concorrer com Ford EcoSport e Renault Duster. A Honda –sempre com preços altos- vai posicionar o HR-V como um carro premium em seu segmento, e justifica isso com uso de materiais de qualidade no interior e revestimentos de couro. Seu alvo vai ser o Chevrolet Tracker, com preços na faixa dos R$ 75 mil.

Para o primeiro semestre de 2015 a marca japonesa promete o CR-V reestilizado, que foi apresentado há alguns meses no exterior. Entre as mudanças, o Honda CR-V 2015 apresenta o novo estilo da marca, o “Solid Wing Face”. Novos faróis, luzes diurna de LED, pára-choques redesenhados, novos faróis auxiliares e outras rodas aro 17, entre tantas mudanças. Por dentro, painel com acabamento mais sofisticado, console redesenhado e saídas de ar para a traseira em todas as versões.

Tem ainda multimídia com tela de sete polegadas, botão start/stop de partida, destravamento da porta do motorista por aproximação (Smart Entry), airbags laterais em todas as versões e piscas nos espelhos retrovisores. O motor continua o 2.0 i-VTEC Flex One, com câmbio automático de cinco marchas e tração 4×2 ou 4×4.

O estande exibe ainda o conceito FCEV, movido a célula de hidrogênio. Sua tecnologia comprime o hidrogênio para transformá-lo em energia e assim alimentar o motor elétrico, que tem potência máxima de 136 cv. A autonomia é de mais de 480 km. Já o NSX Concept é bem próximo da segunda geração do esportivo, que deve ser lançado no ano que vem.

O superesportivo híbrido tem motor VTEC e outro elétrico, além de duas unidades elétricas que acionam cada uma das rodas dianteiras, com transmissão sequencial de dupla embreagem (DCT).

Para os saudosistas, o estande da Honda tem um exemplar da McLaren MP4-4, carro da temporada de 1988 da Fórmula 1, vencida por Senna. O carro é da família do piloto brasileiro.

HYUNDAI

Sem anunciar o esperado ix25, SUV compacto que pode ser produzido no Brasil, a Hyundai limitou-se a mostrar em seu estande uma única novidade, o R-Spec, estudo de desenho do HB20 hatch, com visual esportivo.

Não será na verdade uma versão esportiva do HB20, e sim uma prévia das mudanças visuais que a linha receberá em breve. Lançado em 2012, o HB20 deve ganhar um facelift em 2015, recebendo alguns dos detalhes vistos no R-Spec. São eles os faróis e lanternas, bem como o novo pára-choques dianteiro.

hyundai 1

A Hyundai voltou a negar que o SUV pequeno ix25, já apresentado na China, faça parte dos planos para o Brasil.

Já entre os importados da marca coreana, responsabilidade do grupo CAOA, aconteceu a apresentação da nova geração do Genesis e uma leve reestilização do Azera. Não há planos de voltar a importar o Sonata. Para compensar, a CAOA voltará a vender o Veloster. O cupê de três portas agora será vendido na versão turbo de 204 cv -a primeira versão era 1.6 de apenas 130 cv. Assim, o ex-Lentoster chega ao Brasil no segundo semestre de 2015.

KIA

A Kia mostrou a nova geração do Sorento, que foi apresentada recentemente no Salão de Paris. O novo SUV já teve sua data de lançamento no mercado anunciada, mas sem preços divulgados. Deve chegar em março de 2015.

É o terceiro modelo da história do carro. Ficou com carroceria mais volumosa e segue a nova identidade visual da Kia, com destaque para os generosos faróis e ampla grade com moldura cromada.

kia kia2

Aqui o novo modelo terá configurações de cinco e sete lugares, com motor de quatro cilindros em linha, 2.4 de 171 cv ou 3.5V6 de 290 cv, ambos com transmissão automática de seis marchas e tração 4×2 ou 4×4 como opcional.

A nova geração do Carnival também está no estande da marca, e a minivan, em sua nova geração, também chega ao mercado em março,  exibindo visual mais atual. Tem bom espaço interno, com capacidade para levar até oito pessoas. O motor será 3.3V6 de 270 cv, com câmbio automático de seis velocidades.

A Kia está exibindo ainda o Soul EV, que tem motor elétrico de 110 cv e 29 mkgf de torque, alimentado por baterias de lítio. Pode rodar até 200 km com carga plena e atingir a velocidade máxima de 145 km/h. A recarga é feita em uma tomada de 220V em menos de 5 horas.

Há ainda uma versão híbrida do Optima, com motor 2.0 a gasolina de 150 cv e outro de 40 cv, que faz 15,3 km/litro na cidade e 17 km/litro na estrada.

Há ainda a minivan Carens, que veio ao Brasil apenas para conhecer a paisagem. A marca explica que não consegue vendê-la com um preço razoável e competitivo por causa do dólar alto, e transformar o modelo teoricamente num modelo premium, não daria certo com a Carens.

MERCEDES

Depois de praticamente renovar toda a sua linha de automóveis nos últimos dois anos, a Mercedes-Benz vai ao Salão com muitas atrações para os fãs da marca. A maior delas é o AMG GT. Com motor 4.0 biturbo de 510 cv, não teve preço divulgado.

mercedes2 mercedes3

A montadora também exibiu a versão esportiva de duas portas do Classe S, o S63 Coupé AMG, com V8 de 585 cv  e aceleração de zero a 100 km/h em 3,9 segundos. Inclui faróis de LEDs com cristais Swarovski, painel digital e suspensões inteligentes.

Ainda entre os AMG, destaque para o recém-lançado SUV compacto GLA 45 AMG. Tem 360 cv vindos de um motor 2.0 de quatro cilindros.

Para se mostrar também ecologicamente correta, a marca exibe uma versão elétrica do Smart Fortwo, com autonomia de 145 quilômetros. Mas ainda é o Smart antigo, e não o novo já mostrado na Europa e que só desembarca no Brasil em 2016

JEEP

Sem dúvida o principal lançamento do Salão de São Paulo. O Jeep Renegade começou a aparecer no mercado brasileiro e, como não poderia deixar de ser, causando boas impressões. O SUV compacto está em fase final de testes, e seu lançamento deve acontecer entre março e abril de 2015.

O Renegade será vendido em três versões de acabamento (Sport, Longitude e Trailhawk), duas opções de motores (1.8 16V flex E.torQ e 2.0 16V Multijet diesel) e três de transmissão (manual de cinco marchas ou automática de seis ou nove velocidades).

jeep jeep1 jeep2 jeep3

A surpresa foi o Renegade diesel, que é pouco comum em veículos desse porte. Por questões de legislação, o Jeep nessa opção só poderá ser oferecido com tração nas quatro rodas e caixa de redução, o que reforça ainda mais a capacidade off-road de um veículo.

Já a versão a gasolina tem tração apenas dianteira. O Renegade tem bom “pacote” de equipamentos desde a versão de entrada Sport, como controle eletrônico de estabilidade (ESP), volante multifunção e telefonia e ar condicionado. O Sport exposto tinha ainda multimídia com GPS integrado.

O top de linha terá airbags laterais, teto solar panorâmico e sistema de estacionamento autônomo (o Renegade será o primeiro carro nacional a ter esse recurso). Estarão disponíveis bancos de couro, faróis com LEDs e rodas aro 18, conforme a versão.

LEXUS

A marca de luxo da Toyota ainda não deslanchou, mas que tem excelentes produtos, é inegável. O principal destaque que a marca trouxe para o mercado brasileiro é o SUV compacto NX 200t, que pretende concorrer com o Range Rover Evoque.

Para brigar com o Evoque -que vende em média 6.000 unidades/ano, o NX 200t tem motor 2.0 turbo com injeção direta, de 238 cv a 5.600 rpm e torque de 35,7 mkgf entre 1.650 rpm a 4.000 rpm, com câmbio é automático de seis marchas.

lexus lexus2 lexus3 lexus4

Será vendido ems duas versões, Luxury e F-Sport, com preços entre R$ 200 mil a R$ 230 mil. A configuração top tem outra grade, rodas aro 17 e lanternas traseiras de LEDs. Já a versão esportiva tem para-choque com outro desenho, rodas aro 18, espelhos retrovisores pintados de preto e teto panorâmico.

O SUV tem 4,6 metros de comprimento, 1,80 m de largura e 2,60 m de entre-eixos. O NX 200t tem tração 4×4, 10 airbags e ABS com EBD (distribuição eletrônica de frenagem), entre outros sistemas de segurança. No quesito conforto e tecnologia, multimídia com Bluetooth e GPS, TV digital, head–up display (que projeta no pára-brisa informações para o motorista) e sistema sem fio para carregar portáteis compatíveis.

SERVIÇO

ONDE FICA O ANHEMBI

O Pavilhão de Exposições do Anhembi fica entre a Marginal do Rio Tietê e rua Olavo Fontoura, 1.209, no bairro de Santana, em São Paulo. Ele está na mesma região do Terminal Rodoviário do Tietê.

Com os constantes congestionamentos da região, ir de Metrô ou ônibus é uma boa opção. A estação do metrô mais próxima é Portuguesa/Tietê (Linha 1-Azul). Quem usa a Linha 2-Vermelha, do metrô Barra Funda, deve seguir até a estação Sé e baldear para a linha 1-Azul, sentido Tucuruvi, e descer na estação Tietê.

O visitante tem à disposição ônibus circulares que passam pelas estações dos terminais Tietê (todos os dias do salão) e Barra Funda (somente nos fins de semana). Este serviço funcionará uma hora antes de abrir o evento e uma hora antes de fechar.

Na Tietê, ele circula durante todos os dias do Salão. O embarque e desembarque será na saída da estação-Shopping do Terminal Rodoviário/Metrô Portuguesa/Tietê (Linha 1-Azul). Os embarques terão início 1 hora antes da abertura até 1 hora após o fechamento da feira.

ESTACIONAMENTO

O Anhembi tem estacionamento com 7.000 vagas. A entrada do estacionamento é realizada pela avenida Olavo Fontoura, 1.209.

Os preços são os seguintes:
Automóvel/Vans: R$ 40
Motos: R$ 30
Ônibus/Micro-ônibus: R$ 70
Caminhões: R$ 120

INGRESSOS

Dias de semana
Inteira: R$ 45,90
Meia entrada: R$ 22,95
Grupos e caravanas: R$ 36

 Final de semana
Inteira: R$ 61,20
Meia entrada : R$ 30,60
Grupos e caravanas (mínimo 30): R$ 48,60

HORÁRIOS

Os horários da mostra e de entrada no Pavilhão de Exposições do Anhembi são:
30/10 a 08/11 das 13h às 22h (entrada até 21h)
09/11 das 11h às 19h (entrada até 17h)

APLICATIVO

A organização do Salão do Automóvel 2014 oferece um aplicativo para smartphones com informações sobre o evento, que vai de 30 de outubro a 9 novembro.

Disponível para aparelhos com sistema operacional Android ou iOS (Apple), o aplicativo é gratuito e tem, entre outros, a planta do evento e lista de expositores. O usuário também pode interagir com o Instagram e outras redes sociais. Há ainda álbum de fotos e lista de notícias da exposição.

O aplicativo também ajuda o visitante a lembrar sua vaga de estacionamento e traz uma série de informações úteis sobre o local da exposição. Para baixá-los, basta acessar as lojas virtuais Google Play (Android) e App Store (iOS).


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español