Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Europa proibe acessório da Rolls-Royce

Compartilhe!

Luxo, requinte e distinção sempre caracterizaram todos os modelos Rolls-Royce, mas a União Europeia deu um golpe na marca, ao proibir um de seus acessórios mais atraentes e populares: a iluminada escultura “Spirit of Ecstasy”, que estava disponível já há alguns anos.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Spirit-of-Ecstasy-iluminado-1.jpeg

A Rolls-Royce mostrou esse acessório pela primeira vez em 2011 com o conceito 102EX totalmente elétrico, e desde 2016 o item está disponível para os Phantom, Ghost, Dawn, Wraith e Cullinan. No entanto, agora todos os proprietários que adquiriram o equipamento terão que removê-lo .

O “Spirit of Ecstasy” iluminado desapareceu do portfólio de opções da marca britânica no início de 2019, devido a uma mudança na regulamentação da União Europeia relacionada à iluminação automotiva, mais especificamente a “Regulamentação 48 – ‘UNECR48”.

De acordo com a norma, a escultura iluminada não atende aos novos regulamentos de poluição luminosa da União Europeia. Por isso, após desconectá-lo da parte elétrica do carro, a Rolls-Royce reembolsará os proprietários pelo preço do acessório (cerca de US$ 4.500) e o substituirá por um “Spirit of Ecstasy” prateado.

O que não está totalmente claro é o que acontecerá com os proprietários que decidirem não ir a uma concessionária para substituir seu belíssimo “Spirit of Ecstasy” iluminado. Parece difícil imaginar a polícia parando alguém em um Rolls-Royce Phantom só porque há um enfeite iluminado no capô…

A UE baniu este acessório da Rolls-Royce: eles terão que removê-lo de todos os carros

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *