Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Europa: vendas fracassam, e o EcoSport vai mudar

Compartilhe!

As vendas baixas na Europa confirmam que o Ford EcoSport não fez sucesso algum por lá, mas a marca não recua e vai apresentar uma nova versão do pequeno SUV.

i

Na exigente Europa, o EcoSport sempre pareceu um estranho no ninho da linha Ford, modelo que foi anexado aao portfólio da marca trazido de mercados totalmente diferentes do europeu. As vendas, sempre baixas na Europa, vieram comprovar isso mesmo, e há quem aposte que o SUV terá vida curta por lá. Mesmo assim, a Ford não recua e vai promover mudanças no modelo.

A Ford vendeu, no mercado europeu, 11.257 unidades do EcoSport entre abril e novembro de 2014, o que comparando com os concorrentes é quase anonimato absoluto: o Renault Captur vendeu 149.071 unidades, o Peugeot 2008 chegou aos 125.002 modelos e o Opel Mokka ultrapassou as 114 mil unidades. Assim, fica claro que o EcoSport terá que mudar muito para ter algum destaque no segmento. As previsões apontam para 20.000 unidades vendidas do EcoSport em 2015, e por isso a Ford precisa fazer algo para salvar o carro.

Como mostra a foto que está circulando nos sites europeus, o EcoSport vai ter uma alteração que devia ter sido feita antes do modelo ter sido lançado por lá: o estepa passa para dentro do carro. Não faz sentido para o europeu o estepe externo, por conta da dificuldade de abertura da tampa traseira e por ser um recursso que nem os grandes SUV utilizam mais. Este era um problema para o EcoSport no Velho Continente. Porém, o estepe pendurado na tampa traseira -como o carro vendido no Brasil- continuará a ser opcional, sem custos, mantendo-se a abertura lateral, um outro ponto controverso depois do estepe.

Além disso, a Ford vai promover mudanças no interior, oferecendo mais qualidade dos materiais e, sobretudo, na montagem, que os jornalistas de lá reclamam que não iguais aos padrões habituais da Ford. As alterações vão mais longe, pois a marca quer melhorar ainda a insonorização e a dirigibilidade. O conforto é importante, mas o comportamento dinâmico é fundamental para preservar a imagem da Ford, e por isso o EcoSport terá também novas suspensões, redesenhadas e com novas calibragens.

Ainda não existem informações sobre quando estas mudanças serão aplicadas na versão brasileira do EcoSport.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español