Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Ex-piloto de Fórmula 1 condenado por pedofilia

Compartilhe!

Gary Brabham, ex-piloto de Fórmula 1 e filho do tricampeão Jack Brabham, foi considerado culpado da violação de uma criança pelo júri do tribunal de Brisbane, na Austrália.

gary-brabham-son-of-sir-jack-brabham-convicted-of-child-rape-105890-7

Aos 54 anos, Gary foi declarado culpado por ter realizado os atos entre 2003 e 2007, quando a vítima tinha entre seis e 1o anos de idade. O caso só foi descoberto em 2013. Brabham foi absolvido em mais cinco acusações adicionais de pedofilia.

Ao contrário do pai, a carreira de Gary como piloto foi muito mais discreta. Foi vice-campeão da F3 britânica de 1988 e campeão da F3000 inglesa de 1989.

Tentou a sorte na Fórmula 1 em 1990, na altura com a equipe Life, mas não conseguiu classificação para os GPs dos Estados Unidos e do Brasil daquele ano.

Ainda foi para a Fórmula Indy, mas só participou em duas corridas, ambas em Surfers Paradise, em 1993 e 1994. O melhor que conseguiu foi um 14º lugar.

A leitura da sentença ficou marcada para 15 de abril, mas Brabham está arriscado a pehar uma pena de 12 anos de prisão.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español