Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Extintor ABC deve ser adiado outra vez

Compartilhe!

O Ministério das Cidades enviou novo pedido ao Denatran -Departamento Nacional de Trânsito- pedindo a prorrogação do prazo de obrigatoriedade para o uso dos novos -e inúteis- extintores de incêndio classe ABC. Se o Denatran aceitar o pedido, será a terceira vez que ocorre mudança no prazo estipulada para a, pois o último limite de data até agora seria 1º de julho, e uma nova data ainda será definida. A medida foi outra vezm provocada pela falta de oferta do produto nas lojas.

recharge-fire-extinguisher

Os novos extintores ABC substituem os antigos BC que são apropriados para combater apenas fogo causado por líquidos inflamáveis e equipamentos elétricos. Os novos ABC, por sua vez, teoricamente são eficazes também para enfrentar chamas que se propagam em itens sólidos, como bancos, tapetes, painéis do carro. O mais antigo tem validade de três anos, com direito a uma recarga, enquanto o novo vale por até cinco anos, sem reabastecimento.

Desde 2009, quando a medida foi anunciada, todos os carros novos já saem de fábrica com o extintor ABC. Os modelos mais antigos é que precisam se ajustar à nova regra. É preciso ficar atento à obrigatoriedade ou não do extintor ABS, pois conduzir veículo sem equipamento obrigatório é infração grave, com multa de R$ 127,69 e cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH), conforme Código de Trânsito Brasileiro. Por outro lado, é pura idiotice da Polícia Rodoviária ou outro agente de trânsito multar quem mantém os extintores -de qualquer categoria- no plástico protetor; não há legislação a respeito, e qualquer conversa contrária é pura falta de informação ou má conduta.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español