Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

F-1: Banqueiro reafirma ter sido subornado por Bernie Ecclestone

Compartilhe!

ecclestone3

Gerhard Gribkowsky, banqueiro que foi condenado no escândalo da venda de ações da Fórmula 1, por ter aceito suborno, reafirmou em tribunal que foi Bernie Ecclestone quem o pagou, para facilitar a venda dos direitos que estavam em posse do BayerLB para a CVC. Na audiência, realizada em 12/05, Gribkowsky explicou o que já havia dito anteriormente, explicando alguns detalhes mais obscuros.

Disse, por exemplo, que a ideia de Ecclestone -o baixinho sem educação que manda na Fórmula 1- era ter Singapura como local para a transação porque o chefão da Fórmula 1 “conhecia muita gente lá, inclusive na polícia”. Gribkowsky confessou ter recebido US$ 44 milhões facilitar a venda dos 47% em posse do BayernLB para uma empresa que agradava Ecclestone, no caso a CVC.

Em sua defesa, Ecclestone alega que foi chantageado pelo próprio Gribkowsky para pagar o tal suborno, sob pena de encerrar a negociação. O banqueiro negou.

Ecclestone foi absolvido no tribunal de Londres mas enfrenta agora acusações semelhantes em Munique.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español