Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Família de Steve McQueen processa Ferrari

Compartilhe!

Falecido há quase 40 anos, a família do ator/piloto Steve McQueen acaba de processar a Ferrari, pelo uso não-autorizado do nome dele numa pintura de carroceria! A pedida? US$ 2 milhões.

A decisão dos herdeiros do ator norte-americano surge na sequência de um pedido feito pela Ferrari, ainda em 2016, à sua divisão de personalização “Tailor Made”, pensando nas comemorações do 70.º aniversário da marca de Maranello.

Na época, a Ferrari desafiou o seu departamento para que criasse “70 acabamentos inspirados nos modelos mais icônicos da história da marca”, aos quais foram dados nomes de personalidades que, de uma forma ou outra, estão relacionados com a marca.

Destes acabamentos, exibidos no Salão de Paris de 2016, faziam parte designações como “The Stirling”, aplicado num F12 Berlinetta, ou “The Schumacher”, pintura aplicada num 488 GTB, além de um “The Steve McQueen”, marrom escuro com acabamento interno em marrom claro aplicado num California T. Com isso, a marca italiana apresentou o modelo como um tributo ao ator de “Bullit”, que chegou a ter uma Ferrari, também com marrom.
Ferrari Califórnia T McQueen 2016
O Ferrari —e o acabamento— da discórdia

Contudo, quem não ficou muito feliz com a ideia foram os herdeiros do ator e, mais exatamente, o seu filho, Chadwick McQueen. Segundo revelou a Court House News, McQueen filho decidiu apresentar uma queixa junto do Tribunal Superior de Los Angeles, nos Estados Unidos, contra a Ferrari, por utilização indevida do nome e figura de Steve McQueen.

Ferrari California T McQueen 2016
Nesta exemplar da edição comemorativa dos 70 anos da Ferrari, o acabamento “Steve McQueen” foi apresentado como um tributo ao ator

Na ação, os descendentes de Steve McQueen exigem uma indenização de cerca de US$ 2 milhões, por violação de marca registrada e danos morais, algo que caberá agora ao tribunal decidir.

Nas alegações, a família de McQueen diz ainda ter se queixado à marca italiana da utilização não autorizada do nome e figura do ator, ao que a Ferrari teria respondido com a mudança do nome da pintura, para “The Actor”. Embora tenha continuado, segundo o mesmo documento, a afirmar no material promocional do carro, que Steve possuiu um Ferrari 250 GT Berlinetta.


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *