Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Ferrari: cartão vermelho para Luca di Montezemolo

Compartilhe!

Luca di Montezemolo vai deixar a presidência da Ferrari em outubro. O dirigente italiano, de 67 anos, ocupava o cargo desde novembro de 1991 e vai ser substituído por Sergio Marchionne, até agora chefão da Fiat.

images2ON1T7CO

Em comunicado distribuido pela Ferrari não são explicadas as razões da mudança. A Ferrari tem acumulado fracassos atrás de fracassos na Fórmula 1 nos últimos seis anos, fato que teria motivado a demissão de Montezemolo.

“O nosso desejo de ver a Ferrari demonstrando todo o seu potencial na pista levou a certos mal-entendidos tornados públicos esta semana”, disse Marchionne no comunicado, em referência ao fato de Montezemolo ter declarado no sábado que queria ficar mais três anos no cargo. O polêmico trapasseiro Flavio Briattore foi visto por perto dos boxes da Ferrari em Monza.

Também durante o último fim de semana, Marchionne tinha dito que não estavam previstas alterações na gestão da Ferrari, mas com a ressalva que “ninguém é insubstituível”.

Montezemolo, de 67 anos, geriu o Grupo Fiat -do qual a Ferrari é uma subsidiária- de 2004 a 2010, e estava envolvido com a Ferrari há 23 anos. “O histórico de negócio de Montezemolo é muito bom, mas no caso da Ferrari, um líder tem de ser avaliado também pelos resultados esportivos”, disse Marchionne. Maus resultados na pista podem se refletir em queda de vendas de carros da marca, tudo que a Fiat não quer nesse momento.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español