Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Ferrari: de volta ao passado com a nova 812 GTS

Compartilhe!

A Ferrari mirou no passado para criar sua mais recente obra de arte. Um conversível com motor V12 dianteiro é algo que a marca italiana não lançava há cerca de 50 anos, mas o novo 812 GTS surge para dar continuidade ao legado. E em grande estilo.

A história dos conversíveis Ferrari começou justamente na criação da marca italiana, com a 166MM de 1948, mas depois de alguns modelos de competição e outros de rua, a verdade é que o último conversível equipado com motor V12 montado na frente foi a 365 GTS4.

 

Os mais entusiastas da marca vão acenar de imediato modelos como a Ferrari 550 Barchetta Pininfarina de 2000, a Superamerica de 2005, a SA Aperta de 2010 e a F60 America de 2014, esta última com apenas 10 unidades produzidas para o mercado norte-americano,m com o objetivo de comemorar os 60 anos da marca. Mas a verdade é estes quatro modelos foram edições especiais de produção limitada e não modelos de produção em série, tal como afirma a Ferrari no material de divulgação desta nova 812 GTS.

Usando a base da 812 Superfast, o novo modelo conta com sistema de capota retrátil que demora apenas 14 segundos para abrir ou fechar, procedimento que pode ser feito a até 45 km/h. O sistema retrátil não rouba qualquer espaço do habitáculo de apenas dois lugares da 812 GTS, e o vidro traseiro de comando elétrico serve de corta-vento quando a capota traseira está aberta e de vidro traseiro do habitáculo quando esta está fechada, mantendo o ambiente a bordo num nível de conforto bastante elevado.

O motor V12 é uma das joias desta 812 GTS, passando também a ser o Spider mais potente de todos os tempos da marca. Tem cerca de 800 cv de potência máxima e consegue alcançar 8.900 rpm, o que deve ser simplesmente mágico de ouvir com a capota aberta. Segundo os valores divulgados pela marca, consegue acelerar de zero a 100 km/h em menos de três segundos e até os 200 km/h em apenas 8,3 segundos. A velocidade máxima declarada supera os 340 km/h.


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *