Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Ferrari F40 de Uday Hussein segue abandonada no Iraque

Compartilhe!

De chorar. A Ferrari F40 é um daqueles carros que faz parte da galeria de modelos legendários da história do automóvel. Lançada em 1987 e produzida em 1.315 unidades, foi o carro escolhido por Enzo Ferrari, para a comemoração dos 40 anos da marca (daí o 40 no nome…).

Esta Ferrari F40, pertenceu a Uday Hussein, filho mais malvado do antigo presidente do Iraque, Saddam Hussein. Uday foi morto num tiroteio em 2003 e desde então o carro está abandonado, num posto de gasolina no Iraque. Tudo indica que Uday comprou esta F40 pouco tempo antes de eclodir a Guerra do Golfo, em 1989 ou 1990.

Apesar de abandonada, está resistindo bem ao passar do tempo; são pelo menos 17 anos parada, mas certos elementos começam a ceder, como o interior. Existem várias peças não originais, como se pode ver pelas fotos, como um reservatório de água da Nissan e um volante esportivo bastante estranho, mas nada que não se conseguisse reverter.

É um carro produzido para as pistas, com o que de melhor havia na época. Com o seu motor Tipo F120, 3.0V8 e dois turbos IHI, desenvolvia 478 cv de potência máxima a 7.000 rpm e 57 mkgf de torque máximo a 4.000 rpm, podendo atingir mais de 320 km/h de velocidade fnal. Foi a primeira Ferrari a utilizar materiais como a fibra de carbono e Kevlar para a construção da carroceria.

Hoje é um modelo cult, sendo o orgulho dos seus proprietários e admirado por muitos. Infelizmente, nem todos os exemplares tiveram a mesma sorte, e esta que mostramos aqui é uma delas.

É realmente uma pena, uma obra de arte destas estar neste estado, apesar de fácil de salvar. Espera-se que alguém consiga adquirir esta maravilha e a salve a tempo, o que infelizmente não aconteceu outros automóveis raros da coleção de Uday, que acabaram sendo destruídos.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español