Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Ferrari Mondial roubada encontrada no fundo do rio

Compartilhe!

Em 1994 esta Ferrari Mondial 1987 foi roubada, na Holanda, sem deixar qualquer rastro. O esportivo nunca foi encontrado e a seguradora indenizou o proprietário pela perda. Parecia que a história estava encerrada, mas não.

Ferrari Mondial Found After Decades Under an Amsterdam River - Motor  Illustrated


Em junho passado, uma equipe de bombeiros estava fazendo treinos num rio, em Amsterdã, e reparam em algo vermelho naufragado, com a forma de um automóvel e, para surpresa de todos, era uma Ferrari Mondial. Após os treinos, os bombeiros reportaram o sucedido à polícia, no dia 17 de junho; foram feitos mergulhos de investigação nas profundezas do rio, em 29 de junho.

Drowned 26-Year-Old Ferrari Mondial Brought Back to Surface in Amsterdam

Infelizmente, por alguma razão legal, a polícia não poderia recolher carro, e entrou em conversações com o Ministério da Defesa para a reoção do esportivo. Em 8 de julho, bombeiros e polícia juntaram-se para ir buscar a Ferrari no fundo do rio, para assim dar início à investigação sobre a proveniência do carro.

Ferrari Mondial Found After Decades Under an Amsterdam River - Motor  Illustrated


Óbvio que, nem a investigação tinha começado e a polícia já estava conectando este automóvel com o mesmo roubado em 1994. Afinal, Ferrari roubada é algoi raro. Após a confirmação do número de chassi, aquela era mesmo a Mondial desaparecida. Como não foi utilizado para nenhum crime violento, nem havia a menor possibilidade de encontrar os suspeitos do crime, a Ferrari foi entregue ao seu dono legal, a seguradora, que prontamente o levou para a empresa de sucatas “De Ooyevaar Autodemontage”, devido ao seu estado lamentável, apesar da pintura permanecer em bom estado em algumas partes.

Ferrari Mondial roubado encontrado num rio passados 25 anos



A empresa de sucata não pode vender o automóvel inteiro e, por enquanto, está em exposição nas suas instalações. A única excepção para poder vender o automóvel inteiro será ele ser levado para um museu ou coleção, mas se isso não acontecer terão mesmo de desmanchar a pobre Ferrari Mondial. Apesar de pouquíssimas peças ainda poderem ser utilizadas em outro automóvel, estas ainda podem fazer a alegria de colecionadores.



Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *