Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Fiat acredita ser possível parceria com GM ou Ford

Compartilhe!

Nos últimos meses têm surgido várias notícias sobre a intenção da Fiat-Chrysler (FCA) formar parcerias com outros fabricantes, tendo sido agora reforçadas no Salão de Genebra mais algumas informações sobre este tema. Sergio Marchionne, o chefão e responsável pela ligação entre Fiat e Chrysler e CEO do grupo formado pela associação das duas companhias, abriu a possibilidade de criar novas sinergias com outras marcas norte-americanos. Embora reconhecendo que até agora não surgiu “nada substancial” das conversas mantidas com a Ford e a GM, o executivo italiano considerou ser “tecnicamente possível” uma aliança com outro dos grandes players da indústria automotiva dos Estados Unidos.

Sergio-Marchionne

Na base desta declaração de intenções da Fiat-Chrysler está a preocupação com o controle apertado de custos no desenvolvimento de novas tecnologias, como a condução autônoma ou inovações na redução das emissões. Estes são projetos cuja pesquisa necessita de verbas consideráveis, por isso é importante a partilha de conhecimentos, e também de custos, o que poderá tornar mais fácil o desenvolvimento destas tecnologias.

Depois de ter recusado qualquer ligação com os franveses da PSA e confirmado que não está em conversações com o Grupo VW (é publicamente conhecida a difícil relação de Marchionne com Ferdinand Piech, responsável pelo grupo alemão), as informações divulgadas em Genebra indicam que a Fiat-Chrysler está mais interessada em encontrar parceiros dentro da industria automotiva norte-americana, ou seja, Ford e GM..


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *