Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Ford já mostra a nova pickup Ranger

Compartilhe!

O facelift da Ford Ranger começa com a renovação do visual da dianteira, passa pelo interior e vai até novas tecnologias e motores, conforme o mercado.

7b2392f749a3e2b87c6f47242719e2c2_6_L

A Ford apresentou uma renovada Ranger. A pickup, que está prevista nesta versão atualizada para este ano ainda, conta em determinados mercados com motor diesel de cinco cilindros 3.2 Duratorq TDCi, com 200 cv e 47 mkgf de torque, acoplado a uma caixa de câmbio manual de seis velocidades (ou, como opcional, automática), que anuncia redução de consumo de 18%, graças a um novo sistema de recirculação de gases de escapamento. Há ainda uma versão de quatro cilindros 2.2 Duratorq TDCi com 160 cv e 38 mkgf (22% mais econômica), assim como versões com 130 cv deste motor. As versões 4×4 têm caixa de transferência controlada eletronicamente e reduzida, anunciando capacidade de reboque até 3500 kg. Destaque também para a suspensão recalibrada, o que, segundo a marca, se traduz no aumento do conforto. Novidade também é a direção eletricamente assistida EPAS, mais precisa em velocidades mais elevadas e mais leve a baixas velociidades e manobras.


No visual, a Ranger ganhou faróis mais afilados, grade trapezoidal maior e capô mais vincado. O interior passa a contar com nova tela touchsreen de 8 polegadas associado ao sistema de multimídia Sync 2, painel de instrumentos com duas telas TFT e tecnologias como o aviso de saída de faixa, cruise control adaptativo, auxílio ao estacionamento dianteiro e traseiro, sistema de aviso de colisão dianteira, controle de estabilidade, frenagem de emergência, auxílio em subida e descida e outros. A produção no mercado norte-americano terá início em agosto.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español