Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Fórmula 1 proibe mudança de capacetes

Compartilhe!

Quem não se lembra do capacete verde, amarelo e azul de Ayrton Senna, do azul e branco de Alain Prost ou do branco e vermelho de Nelson Piquet?

th
É pensando neste tipo de identificação rápida que a Fórmula 1 decidiu proibir, já em 2015, que os pilotos troquem o desenho dos capacetes durante a temporada. A idéia é óbvia: facilitar a identificação e reforçar a imagem dos pilotos, a exemplo do que acontecia até à década de 1990.

Em 2014, e com o mesmo objetivo, a Fórmula 1 determinou a numeração fixa por parte dos pilotos. A única exceção é o número 1, destinado ao campeão do mundo em título.

A troca das cores e até, do formato do capacete é uma tendência recente entre os pilotos, e Sebastian Vettel é o expoente máximo disso. O alemão já usou mais de meia centena de capacetes diferentes desde que se estreou na Fórmula 1, em 2007.

Niki Lauda, hoje executivo da Mercedes, foi um dos que mais apoiou a medida: “Acho que será bom. Eu mesmo mal consigo distinguir os pilotos”.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español