Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Grid Girls: cartola quer garotas fora das pistas

Compartilhe!

O automobilismo está ficando cada vez mais chato. Agora surge mais um passo no dramático e preocupante rompimento das tradições das corridas. Primeiro foram os carros de Fórmula 1 sem ruído de escapamento, agora as “Grid Girls”, aquelas garotas bonitas e com pouca roupa que circulam pelas pistas antes e depois das provas, foram banidas do Mundial de Endurance (WEC). A medida entra em vigor já na primeira prova do campeonato, a “6 horas de Silverstone”, e inclui até a “24 Horas de Le Mans”. Só para lembrar, uma grid girl famosa foi Adriane Galisteu, que laçou Ayrton Senna em Interlagos. 

images

“A partir da próxima semana, em Silverstone, não haverá nenhuma garota no grid de partida”, revelou o CEO do Mundial de Endurance, Gérard Neveu. “Isso vai acontecer em todas as corridas que organizamos. Para mim, já é passado. As condições das mulheres são um pouco diferentes agora”, explicou.

Anthony Davidson, piloto da Toyota Racing, concorda com a medida: “Costumo falar sobre isso com a minha esposa e nós concordamos que as garotas no grid é um passo para trás”, disse o britânico. “É ‘old school’ ver tal conceito ‘grid girls’. Acho que é positivo. É um toque moderno ao ver que o FIA WEC leva em conta este aspeto do evento”, destacou.

download

“Esporte é esporte, mas podemos fazer muitas coisas em redor do evento, como ter um DJ, animações e um monte de coisas na grid, mas no final, as estrelas são os pilotos e os carros”, acrescentou Neveu.

As “Grid Girls” são tradição dos esportes motorizados e fazem parte do protocolo em vários campeonatos, desde as competições regionais até à Fórmula 1. Estão incluídas em caras e interessantes ações de publicidade e promoção. Mas pelo jeito, tem quem não gosta do assunto…


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español