Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Honda começa a mostrar a 11a. geração do Civic

Compartilhe!

facebook sharing button
twitter sharing button
linkedin sharing button

A Honda revelou a nova geração do Civic linha 2022, por enquanto na forma de conceito, mas com certeza praticamente pronto para entrar em produção. Além das alterações estilísticas mas conservadoras (para atrair clientes do Corolla), novidade é também o fato desta 11.ª geração ser mostrada internacionalmente no modelo três volumes, e não no formato de hatchback, como era tradicional; o início da comercialização será no primeiro semestre do próximo ano.

O sedã é também o modelo de maior sucesso da Honda em diversos mercados, como a Europa e Ásia,e o Civic tinha por tradição ser apresentado, primeiro, na carroceria hatch, à qual se seguia, então, os demais formatos. No mercado brasileiro, o foco é sempre o sedã, nao havendo sequer disponibilidade da carroceria hatch.

Como tradições existem para ser quebradas, a Honda acabou de mostrar, na forma de protótipo, as linhas do próximo Civic, naquela que será a carroceria de três volumes. As outras carrocerias não deixarão de estar presentes no portfólio da marca.

Prestes a dar início àquela que é a sua 11.ª geração, também está confirmada a existência de mais uma geração do Civic Type R. Ainda que, até ao momento, sem confirmação de lançamento na Europa.


Quanto ao modelo “normal”, destaque para a aplicação, no exterior, de algumas soluções de desenho claramente importadas do modelo atual, com alguns toques do  Accord norte-americano.

Entre as novidades reveladas pelos desenhistas da Honda, surge o posicionamento mais vertical da “coluna A”, como forma de melhorar as visibilidade, ao mesmo tempo em que os retrovisores exteriores mudaram de lugar, fixados nas portas.

Na frente, a grade foi redesenhada e ficou menor, enquanto na traseira, novas lanternas e um discreto spoiler integrado na tampa do porta-malas, transmitem a ideia de maior largura.

Quanto ao interior e embora a Honda não tenha revelado fotos, e sim apenas um desenho, a garantia é de que o Civic sofreu alterações também profundas, das quais fazem parte um painel mais “limpo” e uma nova tela de nove polegadas, parte do sistema de multimídia.

Desconhecidas são também as motorizações que farão parte desta nova geração do Civic, embora seja esperado que, em especial, o futuro Type R conte com um sistema de propulsão híbrido. Isto, como forma de manter a mesma emoção, com menos emissões.

Finalmente, o novo Civic para o mercado americano continuará sendo produzido nas fábricas do Estado de Indiana e na província canadense de Ontario. Sendo que, até mesmo as versões hatch, que até agora eram fabricadas em Swindonno Reino Unido, deverão passar para a fábrica de Greensburg, Indiana.

E por aqui? O novo Civic não tem previsão de chegada ao Brasil. Pelo roteiro tradicional da Honda, ele deveria se tornar nacional em 2022, mas como dissemos, tradição não está contando muito no mundo “novo normal”. Há boatos de que o Civic pode deixar de ser feito no Brasil, abrindo espaço para a nova geração do HR-V, pois a cada dia os SUVs têm roubado espaço dos sedãs em nosso mercado.


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *