Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Hot Rod da nova era: Mercury 1949 com “mecânica” Tesla

Compartilhe!

Este é o momento em que muitos puristas pensam em desistir da vida. Trata-se de um carro poderia ser um dos projetos mais curiosos do Salão de Genebra, mas o cancelamento do evento suíço por conta do coronavírus adiou para alguma data futura a sua apresentação num grande evento automotivo. Trata-se de um Mercury Eight Coupé 1949, na verdade um “street rod” clássico, no melhor estilo “rat rod”. Só que movido a eletricidade e com desempenho entusiasmante.

A movimentá-lo está, não o motor 4.2V8 “flathead” original, mas antes um motor elétrico “alimentado” pela bateria de 85 kWh do Tesla Performance.

A ideia foi desenvolvida pela divisão Derelict, da Icon, empresa californiana especializada a dar uma “vida” mais contemporânea e eletrizante a antigos modelos da história do automóvel.

Primeiro, os técnicos desmontaram por completo o vetusto Mercury e substituíram praticamente todos os componentes mecânicos por novos itens, reforçando ao mesmo tempo o isolamento acústico.

Por baixo da carroceria está um chassi novinho, desenvolvido pela Art Morrison Enterprises, com suspensão independente nos dois eixos e freios a disco de dimensões generosas.

Já o motor, construído em alumínio, mantém o mesmo visual do V8 “flathead”, que muitos consideram como um dos primeiros motores “muscle cars”.

Para os mais distraídos, não é nesse “motor” que estão instalados os propulsores elétricos; esses estão no eixo da transmissão! Dentro do “falso” V8 estão os controladores da bateria e mais alguns módulos de controloe, incluindo o sistema para controlar a temperatura das baterias.

As tomadas de recarregamento elétrico, preparadas para receber a tomada Tesla Supercharger, estão instaladas no bocal do tanque de combustível e atrás da placa dianteira. E bastam 90 minutos para recarregar a bateria por completo!

Agora falemos do desempenho na deste Mercury Eight Coupé: são 405 cv de potência e 63,7 mkgf de torque máximos. A velocidade máxima é de 193 km/hora. A autonomia oscila em respeitáveis 241 a 322 km!


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español