Ferrari: dois extremos para celebrar os 70 anos

Tudo começou no dia 12 de março de 1947, quando Enzo Ferrari funcionou o motor do 125 S, o primeiro carro de rua a ostentar o seu nome, levando-o para um passeio pelas ruas de Maranello. O Ferrari 125 S foi desenhado por Gioacchino Colombo, com a ajuda de Giuseppe Busso e Luigi Bazzi para chegar ao resultado final. Dois meses depois, o 125 S já estava estreando nas pistas, numa competição em Piacenza, com Franco Cortese ao volante.

Ferrari-70-08

O carro não foi muito longe na prova, e Enzo Ferrari disse na época que tinha sido um “fiasco promissor” a quebra da bomba de gasolina quando liderava a corrida. Premonição? Pode ser que sim, pois o 125 S ganhou a sua primeira corrida nove dias depois, com o mesmo Franco Cortese ao volante, no GP de Roma.

Setenta anos depois, a Ferrari, já sem o seu chefão e muito diferente daquilo que ele gostaria que fosse, comemorou os 70 anos de vida da marca do “Cavalino Rampante” com uma versão muito especial e limitada do seu híperesportivo, o Ferrari LaFerrari Aperta. Um carro com um estilo inconfundível e absurdos 950 cv, extraídos do motor V12 híbrido.

Foi o início das celebrações dos 70 anos que se vão acontecer em mais de 60 países, em cerimônias onde o LaFerrari Aperta será figura principal. As festividades se encerrarão em Maranello no mês de setembro. E para quer acompanhar os eventos, basta acessar o site criado pela Ferrari exclusivamente para isso: www.ferrari70.com.

Ferrari-70-02

Tags:

 

Sobre o Autor

Mais posts por | Visite o site de RICARDO CARUSO